17 C
Osasco
21 de setembro de 2021
Esporte Osasco

Vôlei Osasco-Audax vence Valinhos no reencontro de Paula Pequeno com a torcida no Liberatti

(Foto: João Neto / Fotojump)

A atacante não conteve as lágrimas após a partida. “É uma emoção muito grande pisar no Liberatti e vestir essa camisa de novo. Tudo isso tem uma importância sagrada. Osasco representa muito na minha vida. Não tem como não se emocionar após uma estreia em casa e ainda mais com vitória. Minha filha também chorou. Estou muito feliz pela oportunidade de dividir minha experiência com esse time”, declarou ela, que completou. “Sabemos que o time está em início de trabalho. Estamos muito bem fisicamente. A comissão técnica trabalhou muito bem técnica e taticamente, mas é só com o passar dos jogos que vamos nos entrosando e melhorando. O importante é que aqui é mais Osasco do que nunca.”

O técnico Luizomar avaliou a estreia como positiva. “Havia muita expectativa para essa primeira partida, por tudo que passamos para chegar até aqui, juntamente com a emoção do reencontro com a nossa torcida. Estamos em começo de temporada e altos e baixos são normais, como ocorreu no terceiro set, quando demos uma caída, elas abriram vantagem, mas conseguimos a virada. Foi uma boa estreia. Esse tipo de instabilidade tem que ser corrigida, mas gostei da forma como o time se comportou”, analisou o treinador.

Claudinha seguiu a mesma linha de raciocínio. “Temos muito o que melhorar, criar uma identidade como equipe. Mas é só jogando que se atinge essa meta. Seguiremos treinando, jogando e colocando em prática todo esse trabalho para o time ganhar uma cara”, afirmou a levantadora. “Baixamos um pouco a guarda no terceiro set, sem tirar o mérito delas, mas são coisas que precisamos ajustar. Temos que colocar o nosso ritmo, que é forte, a cada ponto. Temos que apresentar sempre o nosso melhor em quadra em busca da vitória”, completou.

O jogo – O Vôlei Osasco-Audax demorou até a metade do primeiro set para esquentar as turbinas. Mas quando esquentou, arrancou para a vitória. Depois de estar seis pontos atrás do placar, empatou no 17/17 com Lorenne. A oposta virou com um ace no 18/17 e marcou o ponto decisivo da parcial para garantir o 25/20 para as donas da casa. Outro destaque foi Paula Pequeno, segura e eficiente no ataque, especialmente na entrada de rede.

O segundo set foi um passeio do Vôlei Osasco. Com o saque ‘machucando’ a recepção de Valinhos, as oportunidades de contra-ataque apareceram. Claudinha colocou suas atacantes para jogar e o resultado foi 11/4, obrigando o técnico adversário a gastar seus dois tempos. Além da inspirada Paula Pequeno, Mari Paraíba e Walewska contribuíram com pontos decisivos. No final, vitória tranquila por 25/14 e 2 sets a 0 no placar da partida.

No terceiro set, parecia que o Vôlei Osasco iria entregar os pontos. Só parecia. Valinhos chegou a abrir 22/16, quando as donas da casa iniciaram um reação que levou os torcedores ao delírio. Com dois pontos de Paula Pequeno, as comandadas de Luizomar baixaram a diferença para três pontos (20/23). E com Lorenne inspirada no saque e no ataque, salvou três match points para empatar no 24/24, com um ace, e ganhar a partida no 26/24 com ponto final de Mari Paraíba.

O Vôlei Osasco-Audax jogou com Claudinha (3), Lorenne (20), Walewska (9), Natasha (4), Mari Paraíba (11), Paula Pequeno (16) e a líbero Camila Brait. Técnico Luizomar de Moura. Entraram: Nati Martins (2), Vivi (1).

O Valinhos Vôlei jogou com Gabi Pena, Dani Perê (12), Mari Capovilla (12) Flavia Gimenes (7), Vivian (7), Bobs (5) e a líbero Evelyn. Entraram: Kamila, Schneid, Ju Rodrigues, Larissa (2).

Novos patrocinadores – A estreia no Campeonato Paulista marcou o primeiro jogo oficial do José Liberatti após a reforma que deu quadra e cara nova ao ginásio de Osasco. A torcida também conferiu de perto o novo uniforme do Vôlei Osasco, com destaque para a cor vermelha e que conta com patrocínios do Audax, Grupo Marquise, Grupo Resek, Autopass (Cartão BOM) e Icone para a temporada 2018/19.

O time – Atual hexacampeão Paulista e tricampeão da Copa Brasil – títulos conquistados na temporada passada – o Vôlei Osasco-Audax reformulou seu elenco. Reuniu três campeãs olímpicas – Paula Pequeno, Walewska e Carol Albuquerque -, além de contar com atletas que estavam defendendo a Seleção Brasileira – Claudinha e Lorenne – e jogadoras que já defenderam seu país em competições internacionais – Mari Paraíba, Camila Brait e a norte-americana Hooker. Também tem no grupo as centrais Natasha, Nati Martins e as ponteiras Angela Leyva e Domingas. A equipe osasquense investe ainda na nova geração do esporte. Renovou os contratos da líbero Kika e da levantadora Gabriela Zeni e trouxe a ponteira Vivi e a central Mayara.

Sequência do campeonato – Depois da estreia, o Vôlei Osasco-Audax enfrenta o São Cristóvão Saúde, dia 20 de setembro, em São Caetano. Na sequência, encara o Pinheiros, dia 28, também na casa do adversário. Ambas as partidas começam às 20h. A equipe de Luizomar volta ao José Liberatti nas duas rodadas finais da fase classificatória. Recebe o Sesi Vôlei Bauru no dia 5 de outubro, a partir das 19h, e encerra sua participação da etapa inicial do Campeonato Paulista no dia 12, diante do Hinode Barueri, às 21h30. Essas duas últimas terão transmissão do Sportv.

Campeonato Paulista 2018 – Fase classificatória

14/09 – Vôlei Osasco-Audax 3 x 0 Valinhos Vôlei – Ginásio José Liberatti
20/09 – 20h – São Cristóvão Saúde x Vôlei Osasco-Audax – Ginásio Lauro Gomes
28/09 -20h – Pinheiros x Vôlei Osasco-Audax – Ginásio do Pinheiros
5/10 – 19h – Vôlei Osasco-Audax x Sesi Vôlei Bauru – Ginásio José Liberatti (Sportv)
12/10 – 21h30 – Vôlei Osasco-Audax x Hinode Barueri – Ginásio José Liberatti (Sportv)

fonte: ZDL Sports

Posts Relacionados

Osasco distribuirá cestas básicas para  alunos da rede municipal de ensino

Redação

Osasco não seguirá o decreto nas antecipações aos feriados

Redação

Vacinação antirrábica de rotina requer agendamento prévio

Bruno Schwabenland

DEIXE UM COMENTÁRIO

https://api.clevernt.com/cde5a1b4-43aa-11eb-9861-cabfa2a5a2de/