15 C
Osasco
18 de junho de 2021
Osasco Política

Vereadora Lúcia da Saúde solicita ampliação do teste do pezinho gratuito em Osasco

A vereadora Lúcia da Saúde (PODEMOS) entregou nesta semana ao prefeito Rogério Lins, o ofício nº 31/2021-GV, solicitando a regulamentação do teste do pezinho em Osasco.
Vereadora Lúcia da Saúde solicita ampliação do teste do pezinho gratuito em Osasco. Foto: Facebook/Reprodução

A vereadora Lúcia da Saúde (PODEMOS) entregou nesta semana ao prefeito Rogério Lins, o ofício nº 31/2021-GV, solicitando a regulamentação do teste do pezinho em Osasco.

Esse teste é um dos exames mais importantes para o recém-nascido. Com este procedimento, é possível encontrar possíveis irregularidades e prevenir o bebê de doenças que possam prejudicar seu desenvolvimento saudável.

Logo que a criança nasce, ela passa por uma bateria de exames para garantir sua saúde e identificar uma série de problemas que afetam os recém-nascidos e, também, para prevenir algumas doenças. Um desses exames é a triagem pré-natal, chamado de teste do pezinho.

“O meu objetivo é conseguir junto ao poder executivo e setor competente, ofertar gratuitamente a população osasquense o mesmo direito, pois de acordo com o princípio da equidade, a triagem neonatal deve ser universal, disponível a todos de forma igual, não sendo aceitável a oferta diferenciada dentro de um mesmo país de painéis diferenciados. Além do que podendo evitar, a depender da doença, que crianças se tornem futuros pacientes, às vezes dependentes de remédios caros ou ainda de leitos em casos de saúde”, ressaltou a parlamentar.

 Lei Sancionada

 Vale destacar que o presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta quarta-feira (26), a lei que amplia a lista de doenças a serem investigadas no teste do pezinho feito no Sistema Único de Saúde (SUS). O texto aprovado pelo Congresso Nacional, apresentado pelo deputado Dagoberto Nogueira (PDT-MS), prevê que os novos diagnósticos serão implementados em cinco etapas: primeira etapa: toxoplasmose congênita e outras hiperfenilalaninemias, além das já previstas atualmente; segunda etapa: galactosemias, aminoacidopatias, distúrbios do ciclo da uréia, distúrbios da beta oxidação dos ácidos graxos; terceira etapa: doenças lisossômicas; quarta etapa: imunodeficiências primárias; quinta etapa: atrofia muscular espinhal. Atualmente, o teste já identifica: fenilcetonúria; hipotireoidismo congênito; doença falciforme e hemoglobinopatias; fibrose cística; hiperplasia adrenal congênita; deficiência de biotinidase.

“Todos sabem que a minha atuação é para melhorar a qualidade de vida dos nossos cidadãos. É um tema de extrema importância que vai beneficiar muitas famílias. Assim, vou conversar com Rogério Lins para regulamentar quanto antes o teste do pezinho gratuito”, finalizou a vereadora Lúcia da Saúde.

 

Posts Relacionados

SEREL realiza Espetáculo de Dança no Glória Giglio

Redação

HMB explica como a dança beneficia a saúde mental

Bruno Schwabenland

Prefeitura realiza obras de contenção na estrada Francisco Missé

Bruno Schwabenland

DEIXE UM COMENTÁRIO

https://api.clevernt.com/cde5a1b4-43aa-11eb-9861-cabfa2a5a2de/