22 C
Osasco
22 de outubro de 2020
Osasco Variedades

Tendências gastronômicas na pandemia

O delivery gastronômico já existia no cenário mundial, porém, com o advento da pandemia, foi um dos setores econômicos que mais cresceu durante esse período. E alguns pratos ganharam destaque e ficaram no ranking dos mais pedidos!

Durante a pandemia, todos dentro de casa, bate aquela fome, e os restaurantes fechados. Como esse ramo comercial conseguiu driblar a crise? Quais foram os pratos mundialmente mais pedidos pelo sistema delivery? Essas questões e outras curiosidades você lerá nessa matéria!

Sábado a noite, ir a pizzaria já estava no programa! Porém, com a pandemia, ficamos impossibilitados de sair, e ela, de funcionar. O sistema delivery, que já funcionava na maioria dos restaurantes, ganhou força nesse período. Era aquele “gostinho de fim de semana” nos lares, ainda que sem a galera. O comércio gastronômico foi o segmento que mais lucrou com a crise.

E quais foram os alimentos “campeões de audiência” na quarentena. Alguns já eram de se esperar, outros, foram surpreendentes. Segundo as pesquisas, nos deliverys de todo o mundo, ganhou destaque a pizza, onde a Bielorrússia ficou no pódio de maior consumidor; a comida chinesa, muito pedida nos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido. A Dinamarca liderou o ranking dos países mais consumidores de sushis na quarentena, culinária também muito solicitada nos deliverys mundiais. Destacaram-se também o pedido de lanches (incluindo aí as hamburguerias, onde o McDonald’s foi o top da lista dos mais requisitados no gênero), entre eles os mais diversos petiscos, como os tradicionais salgados fritos. Até o sorvete, o açaí e os doces subiram ao pódio do sistema delivery.

Devido ao isolamento social, e a proibição das aglomerações, nada de churrascos no domingo. Por este motivo, os grelhados e assados também fizeram parte dos alimentos mais solicitados pelos deliverys mundiais, a fim, talvez, de remeter a esse costume. O consumo de massas também aumentou.
Uma surpresa foram os pedidos de comida vegana via delivery, principalmente na Rússia. Curiosamente, os que lucraram bastante na pandemia foram os pequenos e médios estabelecimentos, já que o consumo de comida caseira, sob forma de “quentinhas”, aumentou consideradamente. Outra tendência foram os pedidos pela manhã e a tarde, nos momentos de desejum e lanche.
Na ordem, os países campeões dos pedidos via delivery foram a Bélgica, Estados Unidos, Austrália, Reino Unido, Índia, México e Brasil.

Com a abertura do comércio, e a flexibilização do isolamento social, porém, muitos aprovaram a tendência, e continuaram a fazer os seus pedidos no aconchego dos seus lares, reunindo a família, evitando, dessa forma filas e gastos com estacionamento, apesar de poderem optar pelo consumo presencial.

 

Posts Relacionados

Audax 1 x 0 Nacional – Com golaço de Darnley, Audax vence Nacional e assume a liderança

Alessandro Belcorso

Osasco Retornará as aulas somente em 2021

Bruno Schwabenland

Vereadores aprovam alterações na LDO e no PPA em 1ª discussão

Alessandro Belcorso

DEIXE UM COMENTÁRIO