18.8 C
Osasco
17 de outubro de 2021
Osasco Política

Temporada chega ao fim para Osasco São Cristóvão Saúde

Osasco São Cristóvão Saúde se despede da Superliga Banco do Brasil 20/21.
Tandara, maior pontuadora da partida, com 17 acertos, mas Osasco se despede da Superliga 20/21. Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV

Osasco São Cristóvão Saúde se despede da Superliga Banco do Brasil 20/21. Na noite deste domingo (28), na “bolha” do Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema, no Rio de Janeiro, as comandadas de Luizomar foram superadas pelo Dentil/Praia Clube, que avançou para a final ao fazer 3 sets a 0, parciais de 25/12, 25/18 e 25/22, em 1h42min. Com o resultado, a equipe de Uberlândia fechou o playoff semifinal com placar de 2 a 0.

Tandara, maior pontuadora da partida, com 17 acertos, resumiu a história dessa semifinal. ”Nós não passamos nessa partida. Tivemos muito dificuldade na recepção. E também não conseguimos colocar a bola no chão. Posso dizer que fizemos o possível. Vontade não faltou. Lutamos é o final, mas, infelizmente, não deu”, afirmou a oposta.

O jogo – Com problemas na recepção no início da partida, Luizomar precisou pedir tempo quando o Praia fez 7/3. O treinador colocou Sonaly em quadra, mas precisou parar o jogo novamente no 10/3. E foi de Sonaly o ponto que interrompeu a sequência de saques do adversário (4/12). Sem conseguir reagir, as osasquenses viram a equipe de Uberlândia abrir vantagem até chegar a vitória por 25/12.

Após quatro bons saques de Roberta, com direito a um ace, Osasco começou bem o segundo set e fez 4/0. Com dois pontos seguidos de Tandara, o placar foi para 7/1 e 9/3. Apesar de seguir com bom volume, as osasquenses não conseguiram segurar a reação do Praia, que empatou no 12/12 e virou com um ace. Luizomar, que havia colocado Naiane e Camila Paracatu em quadra, pediu tempo no 12/14. Roberta levou a melhor na bola de xeque no 17/21. Porém, Osasco não conseguiu repetir o bom desempenho do início da parcial e com mais problemas no passe foi superado por 18/25.

Assim como na primeira parcial, Luizomar precisou pedir tempo no início do terceiro set, quando o Praia marcou 6/2. O treinador parou o jogo novamente no 5/11, na tentativa de estabilizar sua equipe. Bia conseguiu dois pontos seguidos, na china, no 8/13. Tandara, já compondo a linha de passe, acertou um bloqueio no 10/13. Mas a reação não avançou e as mineiras abriram sete pontos (17/10). Mesmo assim, Osasco não desistiu e Sonaly, com um ace, manteve seu time no jogo (18/20). Tandara enfiou a mão no 20/22, no 21/22 e 22/23. Apesar da luta, a vitória ficou com as mineiras: 25/22.

Osasco São Cristóvão Saúde: Roberta (3), Tandara (17), Tainara (5), Gabi Cândido (5), Mayany (1), Bia (4) e a líbero Camila Brait. Técnico: Luizomar Moura. Entraram: Ana Medina, Kika, Sonaly (6), Camila Paracatu (3).

Dentil/Praia Clube: Claudinha, Brayelin Martinez (15), Carol (15), Jineiry Martinez (9), Fê Garay (10), Michelle (4) e a líbero Suellen. Técnico: Paulo Coco. Entraram: Rosane, Monique, Anne (1).

Fonte: Melhor do Vôlei 

Posts Relacionados

Professores municipais de Osasco terão bônus por assiduidade

Redação

Presidentes dos Legislativos da região se reúnem na Câmara de Osasco

Bruno Schwabenland

Amanhã(6) terá em leilão de Osasco,Onix 2019 por R$ 15 mil e mais trezentos veículos

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO

https://api.clevernt.com/cde5a1b4-43aa-11eb-9861-cabfa2a5a2de/