17 C
Osasco
21 de setembro de 2021
Barueri Cidades Saúde

Sem dor nem cicatriz: até 90% das suturas são feitas com cola cirúrgica no PS do Imperial 

 

 

 

Não é comum em prontos-socorros, muito menos nos que atendem pelo SUS (Sistema Único de Saúde), mas a cola cirúrgica faz parte da realidade dos pacientes do PS do Parque Imperial que precisam fazer suturas. Ela substitui o convencional fio cirúrgico, facilitando principalmente o atendimento de crianças, dentre outras vantagens.

PS otimiza atendimento ao passar a utilizar cola cirúrgica 

No equipamento de saúde, construído e mantido pela prefeitura de Barueri, cerca de 80% das suturas inerentes da emergência adulta e 90% da infantil são feitas com a cola.

 

Só vantagens

Superintendente do PS, o médico pediatra André Luiz Vianna de Oliveira explica que o recurso apresenta diversas vantagens. Além de não comprometer a estética, evitando cicatrizes, as feridas são curadas mais rapidamente e sem risco de infecção. O produto também otimiza o atendimento, já que sua execução é rápida e sutura extremidades curvadas com mais eficiência, além de facilitar o treinamento dos médicos para sua utilização.

 

“O uso da cola é recomendado para obter uma boa síntese da pele, com boa biocompatibilidade, e deve ser feita às lesões que apresentem algum grau de tensão”, esclarece André Luiz.

 

O pediatra detalha que a cola cirúrgica possui uma cooptação efetiva das bordas da lesão de maneira rápida e pode até ser utilizada juntamente com fios de sutura para deixar a ferida mais cooptada, evitando infecções e acelerando o tempo de cicatrização. “Rápida, prática e eficiente nas feridas pequenas e nas feridas de corte contusa, mais profundas, é um ótimo coadjuvante para fechamento e cooptação da epiderme”, garante o especialista.

 

Com qualidades que refletem na rotina do Pronto-Socorro e no bem-estar e segurança do paciente, a cola evita inflamações e o retorno à unidade hospitalar, já que elimina a necessidade de retirada dos pontos.

 

fonte : Aliz Lambiazzi / fotos: Fernando Foca / Secom 

Posts Relacionados

Seleção brasileira de rugby faz partida contra Uruguai XV no Estádio José Liberatti, em Osasco

Joyce Araújo

Vila Yolanda receberá recuperação nas galerias pluviais

Alessandro Belcorso

Passagem dos trens e metrô irão subir no início do ano

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO

https://api.clevernt.com/cde5a1b4-43aa-11eb-9861-cabfa2a5a2de/