18.5 C
Osasco
22 de abril de 2021
Osasco Política

Rogério Lins reúne imprensa local para falar sobre prioridades da nova gestão

Prefeito reeleito em Osasco falou sobre temas como campanha eleitoral, educação e covid-19.
Coletiva de imprensa aconteceu nesta terça (17) e reuniu imprensa. (Foto: Francisco Cepeda/ Giro S/A)

Em coletiva de imprensa realizada nesta terça (17), Rogério Lins (Podemos), atual prefeito de Osasco e reeleito para seu segundo mandato, apresentou um balanço sobre a campanha bem sucedida, agradeceu aos candidatos derrotados e falou sobre planos para os próximos quatro anos. No evento, estavam presentes a primeira-dama, Aline Lins, a vice-prefeita Ana Maria Rossi (MDB), além de diversas autoridades locais. A reportagem do Giro S/A marcou presença no encontro e apresenta, a seguir, os melhores momentos.

Prefeito reeleito Rogério Lins e a vice-prefeita Ana Maria Rossi (MDB). (Foto: Francisco Cepeda Giro S/A)
Rogério Lins e a sua esposa, a primeira-dama Aline Lins. (Foto: Francisco Cepeda Giro S/A)

Campanha Eleitoral
“Em 17 anos de vida pública, nunca me deu um frio na barriga de ir a uma feira. Dessa vez, quando parei o carro, nunca vou esquecer: era uma terça-feira, ali na feira do Jaguaribe na 15 de novembro. Na hora que parou, me deu um frio na barriga, e eu pensei: ‘meu Deus, o que me espera na rua? Estamos vivendo um momento de pandemia, pessoas com dificuldades financeiras, pode ser que tenham perdido o emprego, pode ser que tenham perdido um ente querido’. Imaginava um cenário hostil na campanha. Não achei que a gente fosse ser bem recebido. Mas, como de costume, fiz minha oração e desci: não precisei ir atrás de alguém para entregar panfleto. As pessoas estavam vindo, falando de orações, de torcida, de propostas (…). Houve algo inexplicável no sentimento da população, e acredito que isso é fruto do trabalho realizado ao longo dos anos e de uma campanha que prezou pela humildade e respeito”.

Saúde
“A saúde é nossa prioridade nesse segundo governo. No primeiro, melhoramos a infraestrutura da nossa rede, estamos construindo a UBS do Jardim Bonança, estamos na etapa final do Hospital da Criança, que começamos a construir ainda neste ano (…). Nossa grande meta para a saúde pública municipal no próximo governo é a questão das especialidades e dos pequenos procedimentos (…). Nós vamos ter mais profissionais, um fluxo mais célere na rede, estamos finalizando um estudo para implantar horários alternativos – de noite e de madrugada – para acelerar esse fluxo”.

Covid-19
“Neste momento, não há a mínima de possibilidade de a gente pensar em retrocesso comercial na cidade. Pelo contrário: já estamos preparando Osasco, com responsabilidade – só farei isso se o Plano São Paulo, com segurança, nos apontar nesse sentido – para avançar para a fase azul (…). Não há previsão de fechamento ou retrocesso das atividades econômicas e comerciais em nossa cidade. Agora, caso isso aconteça – não vemos essa possibilidade, já deixo bem claro – temos um ponto muito positivo: não montamos estrutura provisória na cidade, não montei tenda em estado de futebol e nem em centro de eventos. Se eu precisar de uma ação rápida e enérgica para o coronavírus na cidade, eu já tenho a rede com estrutura para poder atender os pacientes”.

Educação
“Preparamos, junto com o setor técnico da Educação, e junto da Vigilância Epidemiológica, um protocolo de segurança: o “como” a gente vai voltar está pronto, mas o “quando” vai voltar, depende da evolução da pandemia em nossa cidade, vai depender da questão da vacina. Só quando tivermos 100% de segurança para as crianças, para as famílias e para os profissionais da educação, é que o retorno das aulas acontecerá. Obviamente, já pensando que pode acontecer algum tipo de dificuldade, o governo vai manter o “cartão-merenda” para nossas crianças, e estamos preparando uma licitação para distribuir tablets com acesso à internet para cada criança do Ensino Fundamental. Falar “fica em casa” e “faça aula online” é um discurso gostoso de ouvir e fácil de falar, mas, na realidade, não é tão fácil de praticar. Há muita desigualdade em Osasco, ainda temos muitas regiões vulneráveis socialmente. A gente precisa diminuir essa desigualdade também na educação. Se a gente distribuir um tablet com acesso à internet para cada criança do ensino fundamental, fica mais fácil para recuperar o prejuízo pedagógico e educacional”.

fonte: Giro S/A

Posts Relacionados

Osasquense integra seleção paraolímpica de vôlei

Bruno Schwabenland

Itapevi terá funcionamento diferenciado no Natal e Ano Novo

Bruno Schwabenland

Câmara homenageia primeira mulher a comandar o 14º Batalhão da PM de Osasco

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO

https://api.clevernt.com/cde5a1b4-43aa-11eb-9861-cabfa2a5a2de/