23.1 C
Osasco
26 de novembro de 2020
Cidades Osasco

Prefeitura e TJ-SP discutem retomada das obras do Fórum

Foto: Ítalo Cardoso
O prefeito de Osasco, Rogério Lins, se reuniu com o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, Manoel de Queiroz Pereira Calças, para tratar da retomada das obras do Fórum de Osasco, no Jardim das Flores, que estão paralisadas desde 2015.

Foto: Ítalo Cardoso

O encontro, do qual também participaram o secretário de Assuntos Jurídicos da Prefeitura, Ivo Gobatto Júnior, o diretor do Fórum de Osasco, Samuel Karasin, o desembargador Eduardo Cortez de Freitas Gouvêa, e os juízes Leandro Galluzzi dos Santos, Camila de Jesus Melo Gonçalves, Ana Rita de Figueiredo Nery e Régis de Castilho Barbosa Filho, aconteceu na segunda-feira, 29/10, na sede do TJ-SP, na Capital.

De acordo com Ivo Gobatto, no encontro ficou acertado que a equipe de engenheiros do TJ vai analisar o projeto existente para readequá-lo e posteriormente será assinado um convênio entre as partes para a retomada da obra.

“Com essa parceria, vamos assumir a retomada e conclusão da obra. É preciso dar melhores condições de trabalho aos membros do Judiciário e de atendimento à população da nossa cidade”, disse Rogério Lins. Ao tribunal caberá  equipar e mobiliar o prédio.

Quando do início da execução do projeto, a construção se deu por meio de convênio entre a Secretaria de Estado da Justiça e o município. O Estado ficaria com a responsabilidade da obra. O município teve como contrapartida ceder a área e arcar com 20% das obras.

O edifício de 13 andares está 58% pronto. A obra foi paralisada porque a empresa que a executava alegou defasagem nos valores e pedia realinhamento 25% acima do permitido, o que não ocorreu porque o Estado alegava falta de recursos.

 

Fonte: SECOM/Osasco

Posts Relacionados

Sem coleta de lixo, prefeito pede pacto contra a sujeira

Redação

Prefeitura faz operação de limpeza pública e revitalização de calçadas e praças da cidade

Joyce Araújo

Com participação do Audax, Copa Paulista começa em novembro

Bruno Schwabenland

DEIXE UM COMENTÁRIO