19.4 C
Osasco
21 de outubro de 2020
Osasco

Prefeito Rogério Lins irá solicitar ao governador que Osasco tenha flexibilização da quarentena

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, utilizou as redes sociais na noite desta quarta-feira (27) para informar sobre as novas regras da quarentena que entram em vigor no Estado a partir de 1º de junho.

 

 

Lins informou que participou hoje de uma reunião no Palácio do Governo onde, juntamente com outros prefeito do Cioeste ( Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo ), apresentou suas ponderações sobre as novas regras de flexibilização da quarentena que foi apresentada hoje pelo governador João Doria. “Fomos mostrar que as muitas cidades do Cioeste estão organizadas para um próximo passo da flexibilização. Uma reorganização com regras, com critérios, mas que abrem novas alternativas e oportunidades para muitos comerciantes aqui da nossa cidade que precisam trabalhar, sustentar suas famílias e manter a empregabilidade em nossa região”, disse Lins.

Durante a reunião o prefeito disse que falou sobre os comércios da cidade, principalmente os pequenos, que estão passando por dificuldades financeiras e por isso é preciso regulamentar e aplicar regras para que elas possam voltar a funcionar. “Temos que entender que esse é um momento de dividir as responsabilidades, o poder público trabalha na ampliação de leitos e infra-estrutura e de um outro lado, o comerciante e a população também precisam contribuir. Se não dividirmos a responsabilidade vamos demorar muito para sair desse momento de isolamento parcial, onde alguns burlam as regra e trabalham com meia porta, porque estão precisando, e outros não respeitam o isolamento e participam de atividades que não são essenciais. Por isso vamos criar uma regra e organizar a cidade na questão sanitária epidemiológica e assim construir um caminho para que o comércio possa trabalhar e as pessoas tenham responsabilidade”, informou o prefeito.

Segundo Lins as pessoas que não são do grupo de risco tem de voltar a trabalhar e reaquecer a economia e isso foi uma das questões que foi discutida hoje no Palácio do Governo. “Queremos que Osasco e algumas outras cidades do entorno sejam reclassificadas, saiam de uma classificação vermelha e entrem em uma classificação laranja. Com isso nós poderemos autorizar, com regras de percentual de ocupação, uso de máscaras, álcool em gel e distanciamento, que algumas atividades comerciais tenham retorno gradativo. Assim o comércio e o shopping vão poder voltar, dentre outras atividades que estão previstas nessa retomada gradativa das atividades comerciais”, afirmou.

Na quinta-feira (28) o prefeito Rogério Lins deve ter uma nova conversa com o governo do Estado, juntamente com outros prefeitos da região, que não concordaram com as medidas anunciadas pelo governador Doria.
Lins argumentou que o índice de isolamento social em Osasco é bom e que a cidade tem um percentual de ocupação de leitos inferior a 80%. “Nós estamos sim dentro das exigências de uma retomada gradativa. Osasco atende 100% dos requisitos técnicos que foram estabelecidos. Nossa cidade vai requisitar uma nova avaliação para que possamos fazer a retomada das atividades comerciais”, concluiu.

Fonte: Notícia em Tempo

Posts Relacionados

Final de Semana tem mais desfiles dos blocos de rua de Osasco

Alessandro Belcorso

Estudo aponta impacto do coronavírus na economia de Osasco

Redação

Candidatos às prefeituras de Barueri e Osasco prometem monotrilho na região

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO