26.8 C
Osasco
3 de dezembro de 2020
Economia

Pipoca, cappuccino e cerveja! Empresa otimiza home office e conquista colaboradores

Desde o início da pandemia mais de 170 colaboradores da ROIT estão em modalidade home office, o que não imaginavam é que o plano B se tornaria plano A.
Colaboradores compartilhas nas redes sociais os kits que recebem. Divulgação: ROIT

É da sala, do quarto ou do cantinho preparado em casa que os encontros acontecem. Tem horário marcado, dias específicos – três na semana – e tudo é bem programado: Terças pipocada on-line, quartas cappuccino ROIT e, claro, às sextas, não poderia ser diferente – sextou com cerveja. Amigos confraternizando em tempo de pandemia? Nada disso, tudo faz parte dos encontros on-line de integração entre colaboradores de uma grande empresa.

Todos participam! São mais de 170 colaboradores. Bebidas, comidinhas e adendos são por conta da ROIT – empresa de consultoria e contabilidade. A dinâmica é simples, mas tem oportunizado a possibilidade de, mesmo distante, cada funcionário se manter como parte de um grupo através de atividades leves e dinâmicas, que já eram comuns na empresa antes da pandemia. “É um momento de distração, são encontros temáticos, jogos via plataforma, conversas, já teve até anúncio de paternidade. Nós vivenciávamos estes momentos no escritório, por sermos uma empresa que preza pela convivência agregadora”, explica Camila Weingartner, analista de employee experience da ROIT. Os kits são montados e distribuídos mensalmente, os funcionários podem buscar nas sedes da empresa. Nos casos daqueles considerados como grupo de risco foi criada uma logística para que recebam em casa.

Para a empresa, mesmo com estes investimentos de integração à distância, o cenário tem sido de economia significativa. A estimativa é que em um ano seja economizado R$ 1 milhão, que só foi possível por conta da redução de custos em duas estruturas físicas, que juntas chegavam a 3 mil m² de extensão. Para o funcionário, a nova forma de trabalho agradou tanto que agora não será apenas por um período específico de pandemia: “Não retornaremos ao trabalho presencial. Fizemos uma votação na empresa e mais de 85% dos colaboradores votaram que preferiam continuar no home office, mesmo pós-pandemia. A partir de então quando uma pessoa é contratada ela pode optar pelo home office ou presencial”, conta Camila.

A modalidade de trabalho que em um primeiro olhar causa a sensação de distanciamento, na verdade, aproximou, e são os funcionários que dizem isso:

“Já no começo da quarentena percebemos que teríamos grandes desafios, para manter o time engajado e não perder aquela sensação de união que sempre foi um grande diferencial dos ROITERS. Sinto realmente um esforço muito grande do Employer Experience (como chamamos o nosso RH) em cuidar dos detalhes para proporcionar similaridades entre o home office e o espaço de trabalho na ROIT. O kit e os encontros que temos passam essa sensação: de pertencimento e preocupação”, conta Beatriz Alves Baggio, head de produto.

Momento que o Kit chega à casa do colaborador. Divulgação: ROIT

“Tenho visto muitos posts nas redes falando dos ganhos e perdas com o home office. Estou tendo muito mais ganhos. Desde março estou em casa com duas crianças, uma de 4 e outra de 5, em fase de alfabetização. Confesso que o início não foi fácil, mas, com planejamento e atividades que preencham o dia das crianças, o dia flui melhor. Assim, consigo planejar as atividades para a ROIT;  Tenho total acompanhamento da empresa no cotidiano, o que eu pensei que seria barreira, na verdade se tornou nossa força”, pontua Patrícia Getter, customer success.

Jogos online fazem parte dos momentos de integração.
Divulgação: ROIT

“No começo estranhei a modalidade home office, por nunca ter vivenciado isso. Poder cuidar do trabalho e dos filhos é maravilhoso e em poucas semanas nos adaptamos. Nos unimos e usamos tecnologia para nos mantermos mais próximos, mesmo distantes. Recebemos kits para eventos que acontecem de forma on-line. Acho sensacional, agrega muito para nós como profissionais e seres humanos”, conta Diego Murilo dos Santos, analista contábil da ROIT.

Home office na ROIT

Desde que adotou a modalidade de trabalho home office entre 100% dos colaboradores, incentivado pelo momento de isolamento social, as expectativas não foram somente superadas, mas também alcançaram um patamar de superioridade em relação ao antigo regime. A produtividade aumentou, e mesmo com os incentivos e investimentos para garantir a integração, a empresa já percebe que a economia será de R$ 1 milhão em um ano.

A accountech (soluções em inteligência artificial para o segmento de contabilidade), com sede em Curitiba e unidades em São Paulo e Brasília, utiliza um software para acompanhamento da produtividade dos colaboradores, que permite a cada um o controle total de suas atividades, não há fiscalização, os próprios funcionários conseguem monitorar o desempenho de suas funções.

Estima-se que são 100 mil horas trabalhadas a mais, por ano, uma média de 2 horas a mais diariamente, por pessoa. Mas este salto só foi possível por conta das condições que a empresa ofereceu, com ajuda de custo e disponibilização de mesas e computadores para os colaboradores.

Sobre a ROIT

A ROIT possui quatro unidades no Brasil, localizadas em Brasília, São Paulo e Curitiba (PR), e 170 funcionários. Nasceu em 2016 como uma empresa de consultoria tributária e Contabilidade Premium, especializada em Lucro Real. São mais de 300 clientes que hoje, graças à tecnologia, utilizam de Inteligência Artificial para tornar processos contábeis, fiscais e financeiros integrados a utilização mínima de pessoas. A ROIT se apresenta hoje como uma accountech que desenvolve e disponibiliza ao mercado soluções de tecnologia que não existiam até então.

Posts Relacionados

Obras do Residencial Novo Osasco seguem avançadas

Bruno Schwabenland

Prorrogado: IPTU pode ser pago na prefeitura sem juros e multa até 5 de abril

Joyce Araújo

Unifieo oferece Declaração de Imposto de renda gratuita

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO