26.1 C
Osasco
29 de outubro de 2020
Cotia

Pela 1ª vez na história da Educação de Cotia, Prefeitura entrega material em braille para professora cega  

Além do material físico, a Prefeitura também disponibilizou todo o conteúdo na versão digital, por meio do google drive
Professora Benê com o material em braile – Foto: Divulgação

Uma professora com deficiência visual que leciona Língua Portuguesa para alunos do Ensino Fundamental II, na Escola Municipal Samuel da Silva Filho, no bairro Parque Mirante da Mata, acaba de receber o material pedagógico de professor em braille, além do conteúdo digital do material. É a primeira vez que a Prefeitura de Cotia disponibiliza este tipo de material para educador e a contemplada foi Benedita Aparecida dos Santos (36 anos), a professora Benê, que está na rede municipal há dez anos.

O material foi entregue pela direção da escola, na casa da professora e ela aprovou a iniciativa da Prefeitura. “Estou me deliciando [com o material], é a primeira vez na rede, e não só em Cotia, porque também lecionei na rede do Estado, que posso dizer que tenho o meu material em braille. Isso faz toda a diferença, não tenho palavras para descrever a emoção”, disse Benedita. “Isso mostra preocupação não só comigo, mas com os alunos, pois quando melhora as minhas condições de trabalho, melhora a qualidade educacional. É um passo enorme que a Educação de Cotia está dando”, avaliou.

O material é da editora Opet, a mesma que forneceu o material pedagógico adquirido pela Prefeitura e incorporado à educação na rede municipal. A Secretaria de Educação também disponibilizou o conteúdo digital de toda a apostila. “Além do livro físico em braille, a professora Benê pode acessar a versão digital. Desta forma, ela não precisará estar com o material impresso, que é volumoso e pesado, o tempo todo. Há possibilidade da versão digital”, disse o prefeito Rogério Franco. “A educação em Cotia, de um modo geral, deu um grande salto e os últimos kits de material escolar já foram entregues adaptados para alunos de inclusão, além do material pedagógico ampliado para alunos com baixa visão. Iniciativas inéditas na rede municipal”, destacou o prefeito.

A partir de agora, a professora Benê não precisará demandar tempo memorizando o conteúdo pedagógico e fazendo as suas anotações com reglete (instrumento para escrita em braille) para preparar todo o conteúdo de suas aulas. “Eu memorizava a matéria em minha casa, escrevia tudo com reglete. Os alunos me ajudavam, sempre tive apoio da coordenação, direção e [agora] facilita ter nas mãos o conteúdo”, disse a professora Benê.

Posts Relacionados

Taxistas já podem agendar a vistoria obrigatória para renovação de alvará

Joseane Martins

Sábado, 9/05, Secretaria de Saúde realiza vacinação contra a gripe em três drive-thrus

Redação

Presépio mecanizado está aberto para visitação no Arautos do Evangelho

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO