17 C
Osasco
13 de junho de 2021
Osasco Política

Osasco começa a vacinar gestantes e puérperas com 18+ com comorbidades

A Prefeitura de Osasco inicia neste sábado, 15/05, o agendamento para vacinação contra a covid-19 para gestantes e puérperas (que tenham tido trabalho de parto até 45 dias atrás).
Gestantes com comorbidades podem (e devem) continuar recebendo as vacinas contra a Covid-19.  Foto: Cassidy Rowell/Unsplash/Divulgação

A Prefeitura de Osasco inicia neste sábado, 15/05, o agendamento para vacinação contra a covid-19 para gestantes e puérperas (que tenham tido trabalho de parto até 45 dias atrás), a partir dos 18 anos, com comorbidades, pela Central 156 (ou no 3651-7080). Também é necessário fazer o cadastramento no site vacinaja.sp.gov.br.

A vacinação acontecerá nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e nos dois Centros de Atenção ao Idoso (Presidente Altino e Km 18) nos dias 17/05, 18/05, 19/05 e 20/05, das 13h às 15h.

No dia da vacinação, tanto gestantes quanto puérperas terão que apresentar laudo, receita médica ou exame de até um ano atrás que comprove a comorbidade e um comprovante de endereço em Osasco no próprio nome ou dos responsáveis legais. No caso das puérperas, também será necessário apresentar no dia da vacinação a declaração de Nascido Vivo.

Critérios para agendamento e documentos necessários para a vacinação:

Gestantes: Comprovante de residência em Osasco, com idade a partir de 18 anos, que possuam as seguintes comorbidades: diabetes, hipertensão arterial resistente, hipertensão arterial com lesão em órgão-alvo (grau 1, 2 ou 3), pneumopatias crônicas, cardiopatias crônicas, imunossuprimidas, com doenças cérebro-vascular, doença renal crônica, anemia falciforme, Talassemia maior, cirrose hepática e obesidade mórbida.

Puérperas: Comprovante de residência em Osasco, com idade a partir dos 18 anos, que tenham tido trabalho de parto até 45 dias atrás com as mesmas comorbidades das gestantes. É preciso apresentar condição de saúde (receita médica, laudo médico ou exames de até um ano atrás que comprove a comorbidade), documento de identidade, carteira da gestante ou resultado de exame (no caso de gestante) ou declaração de Nascido Vivo (no caso de puérpera).

Posts Relacionados

Em Osasco, Coronavírus aumentou 91% em apenas uma semana

Redação

Prefeito faz balanço de governo na reabertura do ano legislativo

Alessandro Belcorso

Câmara de Osasco terá mais de 50% de renovação na próxima legislatura

Bruno Schwabenland

DEIXE UM COMENTÁRIO

https://api.clevernt.com/cde5a1b4-43aa-11eb-9861-cabfa2a5a2de/