20.4 C
Osasco
27 de novembro de 2020
Barueri Cidades Esporte Osasco

Osasco-Audax vence o Barueri e chega à sétima final seguida no Campeonato Paulista

No ginásio José Liberatti, as meninas do Osasco venceram a decisão da semi por 3 a 2 e aguardam o resultado de Vôlei Bauru x Pinheiros para conhecer seu adversário da final

 

Osasco comemora classificação para a final após duas vitórias sobre o Barueri (Foto: João Pires/Fotojump)Pelo sétimo ano consecutivo, o Vôlei Osasco-Audax é finalista do Campeonato Paulista. A vaga foi conquistada na noite deste sábado com a vitória sobre o Hinode Barueri por 3 sets a 2, com parciais de 25/16, 18/25, 18/25, 25/19 e 15/9, em partida que teve 2h05min de duração e o Golden Set, disputado na sequência, por 25/16. A partida aconteceu no ginásio José Liberatti e a torcida compareceu em massa para incentivar o time da casa. Em quadra, o time comandado por Luizomar mostrou muita garra e técnica.

A partida terminou já no início da madrugada e emendou com a comemoração pela vaga e também pelo aniversário de Camila Brait, que acontece neste domingo.

– Foi emocionante. Esse ginásio é único. Essa torcida é única. Eu não poderia querer melhor presente de aniversário do que conquistar essa vitória dupla e a vaga para mais uma final de Campeonato Paulista – afirmou uma emocionada Camila Brait, que completa 30 anos neste domingo.

O técnico Luizomar também agradeceu o apoio da torcida e se disse satisfeito com o comprometimento das atletas.

– Esta foi apenas a sétima partida dessa equipe. Temos muito lastro para crescer. Mas as meninas mostraram comprometimento. E não só agora, mas desde o início desse ciclo. Reconstruímos esse time e estar na final, com o apoio incondicional da prefeitura de Osasco, é especial – disse o treinador, que completou – Nosso grupo tem muitas jogadoras diferentes, que tinham vivido essa energia do Liberatti como adversárias e é bacana que elas sintam a força dessa torcida como sua. Foi fundamental o apoio da torcida, que não deixou o time abaixar a cabeça no quarto set. Com essa força, ele se reergueu e foi buscar o resultado nessa conquista maiúscula para a final.

A maior pontuadora da partida foi a oposta Lorenne, com 28 acertos (mais cinco pontos no Golden Set). Walewska também se destacou ao colocar a bola na quadra adversária 21 vezes e marcar mais seis pontos no Golden Set. Agora, a equipe aguarda a decisão entre Vôlei Bauru e Pinheiros para saber quem será seu adversário na final. Por ter vencido a primeira partida da semifinal por 3 sets a 2, o Bauru chega com vantagem para o confronto.
O JOGO
Com dois bloqueios seguidos de Walewska, o Vôlei Osasco fez 5/3 e mostrou que estava a fim de jogo desde o início. Lorenne também engatou um ataque duplo e garantiu a vantagem de quatro pontos 11/7. Com o saque ‘machucando’ a recepção adversária, as donas da casa chegaram ao 21/14 com um ataque veloz de Nati Martins, que substituiu Natasha. Mas coube a peruana Angela Leyva dar números finais ao set inicial, fazendo 25/16 após ataque da entrada de rede.

O Vôlei Osasco seguiu perseguindo Barueri no terceiro set. Quando o adversário fez 13/9, Luizomar pediu tempo para reorganizar sua equipe. Como a resposta não veio como esperado, o treinador precisou pedir tempo novamente quando o Hinode abriu seis pontos (16/10). Paula Pequeno e Natasha entraram em quadra, mas a equipe da casa seguiu com dificuldades. Com isso, as adversárias seguiram comandando o placar até fechar a parcial em 25/18.

Os problemas continuaram e Barueri fez 7/3 no início do quarto set. Mas as comandadas de Luizomar não se abateram. Empataram com Paula Pequeno e viraram no 9/8 com Lorenne. A garra das atletas em quadra acordou a torcida, que fez o papel de sétimo jogador. O duelo passou a ser equilibrado, com os dois times alternando a ponta do placar. Com bloqueio de Paula Pequeno e uma bola de china de Wal, Osasco abriu dois pontos (19/17). E coube a central e capitã, com uma série de três saques, garantir a vitória das donas da casa por 25/19 e o empate na partir em 2 a 2.

Nati Martins engatou uma série de quatro bons saques e o Vôlei Osasco abriu 4/0 no tie break. Fazendo grande partida, Walewska virou duas bolas e o time da casa fez 8/5 para fazer a troca de lado de quadra com vantagem de três pontos. Sem tirar o pé do acelerador, com Camila Brait garantindo a defesa e Claudinha colocando todo mundo para jogar, as comandadas de Luizomar fecharam o set em 15/9 e a partida por 3 sets a 2, resultado que levou a decisão da vaga na final para o Golden Set.

O Golden set começou quente. Angela Leyva colocou o Vôlei Osasco na frente no 6/4. Com dois bloqueios de Walewska e um ataque de Paula Pequeno, as donas da casa fizeram 11/8. Focadas em quadra, chegaram ao 16/11 com Nati Martins pelo meio. Com um ace, Paula Pequeno fez 18/13. Na sequência, Mari Paraíba entrou para sacar e conseguiu mais um ponto direto:19/13. Mantendo a concentração até o final, o Vôlei Osasco segurou a boa vantagem para ganhar o Golden Set por 25/16 e carimbar a passagem para a final do estadual.

Texto: Lance/Foto: João Pires/Fotojump

Posts Relacionados

Com participações virtuais de Lula, Dilma E Haddad, PT Osasco confirma Emídio, candidato à Prefeitura

Bruno Schwabenland

O Museu Catavento Itinerante estará na Praça da Juventude na próxima semana

Alessandro Belcorso

América-MG 2 x 1 Oeste – Coelho pressiona e vence com golaço de falta no fim

Bruno Schwabenland

DEIXE UM COMENTÁRIO