22.5 C
Osasco
10 de abril de 2021
Cidades Transporte

Motoristas e cobradores fazem protestos e paralisam terminais de ônibus em SP

Nesta semana,  motoristas, cobradores e funcionários fizeram paralisações matutinas em  terminais de ônibus de distintas regiões do estado: capital, ABC Paulista e Interior. 

A Categoria pede a inclusão no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19 e o pagamento de salários atrasados. 

Os protestos começaram na última segunda-feira (22), e continuam nas demais cidades do interior até a próxima sexta-feira (26). 

Confira informações dos principais atos em Sâo Paulo 

  • GRANDE  ABC
Diadema (Foto – EMTU)

 

A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos – EMTU informou por meio de suas redes sociais, que no domingo, 21 de março de 2021, algumas linhas intermunicipais não operaram normalmente.De acordo com a empresa, os veículos foram recolhidos devido a “ameaça de vandalismo“, visando a integridade e segurança de todos.

De acordo o site Diário dos Trilhos, um grupo de pessoas ateou fogo em um ônibus na noite deste sábado,  na Vila Socialista em Diadema, região do ABC. O ato seria pela morte de um adolescente em ação policial.

Já na segunda-feira (22), Motoristas e cobradores de ônibus realizaram um protesto no Terminal Metropolitano de Santo André, na Grande São Paulo,a manifestação afetou o transporte coletivo da EMTU na região de Santo André, São Bernardo do Campo, Diadema e Ferrazópolis.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do ABC, a paralisação Ainda de acordo com o sindicato, as empresas têm atrasado pagamento de salários, convênios médicos, vale-alimentação e outros benefícios.

O protesto começou por volta das 7h. Cerca de 30 ônibus ficaram estacionados ao redor do terminal. Às 8h50, eles encerraram o ato e começaram a liberar o local.

Terminal Santo André (Reprodução- Rede Globo)
  • CAPITAL PAULISTA 

Nesta quarta-feira (24), os protestos aconteceram na capital paulista e arredores, em vários terminais da cidades. Dentre eles, Terminal Tucuruvi, Zona Norte e Terminal Pinheiro, Zona Oeste de São Paulo. 

Os protestos tiveram início às 10h da manhã, onde os ônibus ficaram enfileirados no Terminal. 

Além da reivindicação das vacinas para todos os funcionários, os motoristas requerem o funcionamento completo da frota de ônibus em circulação nas ruas, afim de reduzir a superlotação e o risco de contaminação. 

De acordo com a SPTrans, os protestos ocorreram pacificamente e equipes de fiscalização monitoraram o funcionamento das linhas e orientavam os passageiros sobre as melhores alternativas de embarque e desembarque substitutos.

  • INTERIOR

Motoristas do transporte público de Sorocaba (SP) também  fizeram um protesto na manhã desta quarta-feira (24) para pedir o recebimento da vacina contra a Covid-19.

De acordo com a prefeitura, as bilheterias dos três terminais do município (Santo Antônio, São Paulo e Vitória Régia) ficaram fechadas temporariamente.

Ainda segundo o Executivo, o protesto ocorreu das 10h até 12h. Guardas municipais e agentes de trânsito estiveram nos três terminais para orientar os usuários.

Os atos também ocorreram em outras cidades do país e foram coordenados por sindicatos que representam motoristas e cobradores.

O Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário da região informou que os motoristas também estão pedindo o pagamento do Auxílio Emergencial até o fim da pandemia, o aumento da frota de ônibus, a instalação de uma proteção de acrílico e o fornecimento de máscaras e luvas.

Segundo o sindicato, em média 2.500 trabalhadores participaram do protesto.

Outra cidade que aderiu aos protestos foi Jundiaí, com motoristas grevistas  de vans do transporte escolar que fizeram um protesto na manhã desta quarta-feira. Cerca de 130 pessoas participaram do ato.

Os motoristas reivindicaram a isenção de taxas, Auxílio Emergencial para categoria, linha de crédito especial e a liberação de vans escolares para trabalhar em outros serviços.

Posts Relacionados

Chega a última semana para solicitar a isenção de IPTU em Cajamar

Mariana Domin

Osasco conquista R$ 50 milhões para ampliar o programa Asfalto Novo

Alessandro Belcorso

Prefeitos se reúnem com Vinholi e pedem que cidades tenham flexibilização da quarentena

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO

https://api.clevernt.com/cde5a1b4-43aa-11eb-9861-cabfa2a5a2de/