23 C
Osasco
5 de março de 2021
Osasco Política

Legislativo osasquense valoriza atuação feminina

Casa tem atuado para estimular participação das mulheres no parlamento e na administração
A participação feminina na Câmara Municipal de Osasco.
Legislativo osasquense valoriza atuação feminina. Foto: Câmara Municipal de Osasco/Reprodução

Casa tem atuado para estimular participação das mulheres no parlamento e na administração
A participação feminina na Câmara Municipal de Osasco tem sido constante tanto nas atividades do processo legislativo como na gestão administrativa.

As ações de valorização às mulheres começaram no biênio 2019-2020 e foram intensificadas com a eleição da nova Mesa e a recondução do vereador Ribamar Silva (PSD) como presidente, para o biênio 2021-2022.
No mandato passado, quando também foi presidente da Câmara, um dos primeiros atos de Ribamar foi a reativação da Procuradoria Especial da Mulher, setor que acolhe e encaminha aos órgãos responsáveis vítimas de violência doméstica, pedofilia e abusos sexuais. As vereadoras Ana Paula Rossi (PL), Lúcia da Saúde (PODE) e a servidora Angelita Olivetti, que é advogada e supervisora de Licitações e Contratos da Câmara, estão no comando do órgão.

“Desde que Ribamar assumiu a Presidência da Casa pela primeira vez, vem demostrando o respeito não só pelo trabalho das vereadoras, mas de todas as mulheres da Câmara”, conta a vereadora Ana Paula Rossi.
O presidente também defendeu a escolha da vereadora Pastora Cristiane Celegato (REP) para a Mesa Diretora. A parlamentar foi eleita como 2ª Secretária na primeira sessão solene do ano. “Ribamar me recebeu com muito acolhimento. Deu-nos estrutura permitindo que possamos atuar com toda segurança que precisamos”, afirma a vereadora eleita para o primeiro mandato, Pastora Cristiane Celegato.

Outra situação inédita na história do Legislativo osasquense é a eleição de uma mulher na presidência de uma das Comissões Permanentes mais importantes da Câmara, a de Economia e Finanças, presidida pela vereadora Elsa Oliveira (Podemos). “Cheguei meio sem jeito em virtude do falecimento do Ni da Pizzaria. Não sabia como seria recebida. Fiquei surpresa com o acolhimento, a educação, o respeito, não só do Presidente e da equipe dele, mas de todos os profissionais da Casa. Se seguirmos engajados nesse mesmo propósito, conseguiremos fazer uma Legislatura com muita qualidade. É isso que o povo quer e merece: nosso respeito”, conta a vereadora eleita para o primeiro mandato.

Para Ribamar, a Câmara tem feito a sua parte para garantir espaços de poder às mulheres, mas ainda é preciso avançar mais. “Ainda há muito o que fazer para reconhecer a atuação e a luta femininas. No que depender de mim, as mulheres sempre terão o merecido lugar, seja aqui na Câmara ou em qualquer outro espaço que eu puder fazer com que a força feminina seja reconhecida”.

Cinco vereadoras

Nessa legislatura, Osasco bateu recordes em relação à presença feminina no parlamento. Hoje são cinco vereadoras do sexo feminino na Câmara – Ana Paula Rossi, Cristiane Celegato, Elsa de Oliveira (PODE), Lúcia da Saúde e Juliana da AtivOz.
Segundo Ana Paula Rossi, a atual gestão tem dado espaço às mulheres nos processos legislativos e reconhecido a importância do trabalho feminino.
Tanto que o prefeito Rogério Lins (PODE) indicou a vereadora Ana Paula Rossi como Líder do Governo na Casa, escolha pela qual teve a participação do presidente Ribamar.
“Me senti acolhida. Esperançosa para que as mulheres tenham espaço para atuar com autonomia durante essa legislatura nas pautas que pertinentes a nossa luta”, comentou a vereadora Juliana (PSOL).
“Ribamar tem um olhar sensível a luta das mulheres. Ele sempre nos ouviu e nos defende fazendo com que nossa voz seja ouvida dentro e fora da Câmara. Um ser humano com um coração maravilhoso”, explica a vereadora Lúcia da Saúde.

Cargos de gestão

Cargos de comando tradicionalmente ocupados por homens, como a Diretoria Administrativa, hoje são desempenhados por mulheres. A atual diretora administrativa é a advogada Rita de Cássia Araújo. Ela é uma das 16 mulheres que ocupam cargos de chefia na Câmara.
A administração da Câmara também conta com a atuação de mulheres em outros setores estratégicos e importantes para a organização e transparência nos trabalhos. É o caso das divisões de Compras e de Contabilidade, dois importantes setores que mantêm a legalidade e a transparência de todo recurso utilizado pela Câmara e que são de responsabilidade das servidoras de carreira Jéssica Carla e Kátia Gusmão, respectivamente.
Outra servidora efetiva que exerce cargo de chefia é Eva Rosa Todo – responsável pela Copa da Casa, que elogia a postura do presidente. “Ribamar sempre se posicionou com respeito e valorizando nosso trabalho”.

Posts Relacionados

População recebe novo centro odontológico

Redação

Aniversário de Osasco terá o comando da dupla Maiara e Maraísa

Alessandro Belcorso

Delegado Bruno Lima pode ser o novo candidato a prefeito de Osasco

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO

https://api.clevernt.com/cde5a1b4-43aa-11eb-9861-cabfa2a5a2de/