18.1 C
Osasco
22 de outubro de 2021
Cidades Educação Francisco Morato

Francisco Morato implanta “Mãos à Obra na Escola”, programa inédito na cidade

Desde o dia 17 de dezembro, por meio da Secretaria Municipal de Educação, a Prefeitura de Francisco Morato iniciou uma ação inédita na história da cidade, o programa “Mãos à Obra na Escola”, que é o maior plano de recuperação das escolas municipais.

O objetivo do programa é criar um ambiente seguro, que valorize os profissionais e que acolha as crianças com qualidade e conforto, onde serão executados serviços gerais de manutenção preventiva e corretiva em todas as escolas.

Além de nove escolas estarem recebendo atualmente serviços de adequação, reforma e/ou adaptação das áreas escolares. Nos próximos meses outras escolas também serão reformadas.

A implantação do “Mãos à Obra na Escola” foi uma prioridade eleita durante as plenárias do Plano Plurianual Participativo (PPA) realizadas em vários bairros durante o ano de 2017, quando a prefeitura ouviu as reivindicações de pais e responsáveis pelos alunos do município.

Entre as diversas ações programadas serão efetuadas troca de parte elétrica, pinturas externas e internas, troca e reforma de telhados, adequação e troca de pisos, reforma de banheiros, instalação de pisos de borracha, de bebedouros, cobertura de pátio e quadras, adequação de cozinhas e outras.

As primeiras unidades escolares a receberem as intervenções serão as escolas municipais Cândido Portinari, Radialista Jaime Gonçalves, Paulo Freire, Olavo Bilac, Zélia Gattai, Alfredo Volpi, Dr. Francisco Morato, Érico Veríssimo e Padre Luiz Sérgio Pacheco do Nascimento.

O prazo para a entrega total das obras é de 120 dias, e a maioria delas está sendo efetuada durante o recesso escolar para não atrapalhar o andamento das aulas. No entanto, os serviços gerais de manutenção preventiva e corretiva acontecerão durante todo o ano.

O programa “Mãos à Obra na Escola” ainda contempla outras ações, como a construção de novas unidades, sendo uma delas a Creche Central, que está em sua fase final de obras.

“Conhecendo de perto a realidade de cada uma das nossas 48 escolas municipais, ainda no primeiro ano de governo, nossa gestão foi falar e, principalmente, ouvir os pais e responsáveis pelos nossos alunos, acolhendo seus anseios por meio das plenárias do Plano Plurianual Participativo (PPA). Na área da educação, a prioridade das reivindicações foi a infraestrutura das escolas, por isso firmamos o compromisso de reestruturar e equipar nossas unidades escolares para as mais de 22 mil crianças em idade escolar”, disse a prefeita Renata Sene.

Posts Relacionados

São Paulo confirma dois casos da variante inglesa do coronavírus no Brasil

Bruno Schwabenland

Bom Prato será inaugurado em breve

Alessandro Belcorso

UNIFIEO intensifica oferta de serviços gratuitos à comunidade de Osasco e região

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO

https://api.clevernt.com/cde5a1b4-43aa-11eb-9861-cabfa2a5a2de/