24 C
Osasco
21 de outubro de 2020
Osasco

Em Osasco, sem fiscalização, parte do comércio reabre antes do dia permitido

 

Na cidade de Osasco, na Grande São Paulo, o comércio poderá reabrir apenas a partir de segunda-feira (15). No entanto, nesta quinta-feira (11), quatros dias antes, parte do comércio já estava de portas abertas no município.

A cidade passou da fase vermelha para laranja. A Prefeitura quis antecipar a reabertura para esta quinta, alegando que ampliou o número de leitos de UTI e diminuiu a taxa de ocupação pra 67%, mas voltou atrás e seguiu recomendação do Ministério Público.

Mas muitas lojas não esperaram a segunda. Na Rua Antônio Agu, lojas de móveis e de roupas estavam abertas nesta quinta. A enfermeira Erica de Assis disse que estabelecimentos já estavam abrindo mesmo antes do anúncio da flexibilização. “Fiscalização é artigo de luxo aqui em Osasco”.

Osasco é a terceira cidade do estado com mais mortes por coronavírus, já são 364 óbitos e 3.759 infectados. Nesta quinta, o estado passou de 10 mil mortes por coronavírus.

Nesta quarta, Doria anunciou que vai prorrogar a quarentena até o dia 28 de junho devido a propagação do coronavírus e mudará a classificação das cidades do estado no Plano São Paulo, de retomada gradual das atividades econômicas.

A Grande São Paulo, o litoral paulista e a cidade de Registro vão passar da fase vermelha (mais crítica) para a laranja (com menos restrições). As medidas de flexibilização passam a valer na próxima segunda-feira (15). Já as cidades de Barretos, Presidente Prudente e Ribeirão Preto, no interior paulista, foram reclassificadas na fase vermelha devido ao aumento da propagação do coronavírus. Com isso, volta a ser proibida a abertura do comércio não essencial nessas cidades.

Maior parte do estado ainda está na fase laranja — Foto: Reprodução/TV Globo

 

 

 

Fonte: G1 / TV Globo

 

Posts Relacionados

Moradores do Rochdale têm o sonho da casa própria realizado

Redação

Luta até o fim

Bruno Schwabenland

Paulista De Vôlei A Caminho: Osasco Tem Sete Renovações E Sete Novidades

Bruno Schwabenland

DEIXE UM COMENTÁRIO