25.9 C
Osasco
24 de novembro de 2020
Variedades

Em clássico, INTZ atropela PaiN e se mantém no CBLoL

Em 2015, os fãs de League of Legends acompanharam uma final emocionante entre PaiN Gaming e INTZ valendo o título de campeã do CBLoL. Três anos depois, as duas equipes voltaram a se enfrentar em uma decisão importante – mas desta vez valendo uma vaga no mesmo campeonato.

Na série melhor de 5 realizada neste domingo (16), a INTZ atropelou a adversária com um 3 a 0 e garantiu sua permanência na elite do League of Legends brasileiro.

O primeiro jogo da série teve completo domínio da INTZ, que soube controlar o mapa e garantir abates e objetivos desde o início da partida. Com rotações inteligentes e mais pressão pelo mapa, os Intrépidos logo tomaram a dianteira e não deram chances para uma reação mais agressiva da PaiN, que se manteve muito passiva e viu sua base ser derrubada perto dos 31 minutos ao placar de 3 a 10.

No segundo jogo, a PaiN apareceu muito mais acordada, mesmo assim não foi capaz de vencer a partida. A INTZ decidiu colocar o jogador Diego “Sephis” Alejandro no lugar do caçador Diego “Shini” Rogê, e a troca deu certo. Mesmo com menos experiência, Sephis fez jogadas importantes para equipe e permitiu que ela conquistasse diversos objetivos como dragões, o Arauto e torres.

(Se o vídeo não abrir, clique AQUI)

A  PaiN ainda conseguiu ótimas teamfights e até ficou com o primeiro Barão do jogo, o que a ajudou a derrubar torres adversárias, mas o melhor posicionamento e controle de mapa da INTZ deram a vantagem para os Intrépidos, que encerraram a partida aos 34 minutos e placar de 12 a 7.

Chegando ao terceiro jogo, a INTZ voltou com Shini, enquanto a PaiN colocou o novato Antonio “Nano” Neto no lugar do suporte Hugo “Dioud” Padioleau. A troca não deu muito certo para a PaiN, e o time voltou a se mostrar passivo e perdido contra a INTZ.

Por sua vez, os Intrépidos aproveitaram a confusão da adversária para abusar de sua composição, controlar e dominar o mapa e, finalmente, conquistar a série com um sonoro 3 a 0.

A vitória garante a permanência da INTZ no CBLoL 2019, enquanto a  PaiN volta ao Circuito Desafiante para a primeira etapa do ano que vem ao lado das também ex-campeãs brasileiras Red Canids e Team oNe.

fonte: Daniel Rigon/ESPN Brasil

Posts Relacionados

A situação caótica da classe artística durante a pandemia

Claudia Lundgren

Estação Osasco vira salão de beleza com corte,esmaltação e design de sobrancelhas gratuito nesta terça(19)

Alessandro Belcorso

ABBA Cover se apresenta em Osasco no Teatro Gloria Giglio

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO