13.9 C
Osasco
22 de setembro de 2021
Brasil Política

Congresso aprova LDO, com salário mínimo de 1.147 e verbas para partidos

O Congresso Nacional aprovou nesta quinta-feira (15) a Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2022. O projeto prevê um deficit de R$ 177,5 bilhões no ano que vem. Também projeta um salário mínimo de R$ 1.147, inflação de 3,5% e crescimento do PIB de 2,5%. Um dos pontos mais criticados é o que aumenta, de R$ 2 bilhões para R$ 5,7 bilhões, as verbas destinadas ao financiamento eleitoral em 2022.
Congresso aprova LDO, com salário mínimo de 1.147 e verbas para partidos. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Transcrição

O Congresso Nacional concluiu a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2022, o texto aprovado por Senadores e Deputados prevê um Salário  Mínimo de mil cento e quarenta e sete reais (R$ 1.147) e uma inflação de três e meio por cento (3,5%). Repórter Pedro Pince:

O Congresso Nacional aprovou a Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2022. A LDO determina as metas e prioridades para a elaboração e a execução da Lei Orçamentária do ano seguinte. O projeto (PLN 3/2021) para 2022 prevê um déficit de R$ 177,5 bilhões — R$ 170,47 bilhões nas contas do governo federal, o equivalente a 1,9% do PIB; R$ 4,42 bilhões das estatais, e R$ 2,6 bilhões de estados e municípios. O texto projeta salário mínimo de R$ 1.147, inflação de 3,5% e crescimento do PIB de 2,5%. Um dos pontos mais criticados por partidos de diferentes correntes ideológicas é o que aumenta, de R$ 2 bilhões para R$ 5,7 bilhões, as verbas destinadas ao financiamento eleitoral em 2022. Uma das vozes contrárias foi a do senador Oriovisto Guimarães, do Podemos do Paraná. É  um absurdo o que estão fazendo.

Em plena pandemia, estão possibilitando que se aumente o Fundo Eleitoral de dois bilhões para cinco vírgula sete bilhões. É uma coisa absurda, a imprensa toda já está falando nisso. É um desrespeito à nação! Já o líder do governo no Congresso, Eduardo Gomes, do MDB do Tocantins, destacou a importância da aprovação da LDO: Aprovar a LDO, aprovar o Orçamento dá regramento e agenda ao Orçamento nacional e significa atender a 5.700 Municípios, atender aos Estados, às instituições e dar a essas instâncias a capacidade de receber recursos públicos de todos os partidos.

Outras prioridades aprovadas na Lei de Diretrizes Orçamentárias são o Programa Nacional de Imunização, a agenda para a primeira infância, as despesas do Programa Casa Verde e Amarela voltadas a municípios de até 50 mil habitantes e a ampliação da infraestrutura da rede de atendimento oncológico. Da Rádio Senado, Pedro Pincer. 

Escute o Áudio:

Fonte: Agência Senado

 

Posts Relacionados

Vacinação para motoristas e cobradores de ônibus

Bruno Schwabenland

Lúcia da Saúde faz prestação de Contas do Conselho Tutelar de Osasco

Bruno Schwabenland

UE exorta a Armênia e o Azerbaijão a se absterem de novos movimentos e ações das forças armadas

Bruno Schwabenland

DEIXE UM COMENTÁRIO

https://api.clevernt.com/cde5a1b4-43aa-11eb-9861-cabfa2a5a2de/