15 C
Osasco
18 de junho de 2021
Música Política

‘Como será nossa pátria, Armênia e Artsakh depende de nós’ – mensagem do presidente no Dia da República

Presidente da Armênia, Armen Sarkissian, dirigiu uma mensagem no 103°º aniversário da proclamação da Primeira República da Armênia.
Presidente da Armênia, Armen Sarkissian, dirigiu uma mensagem no 103º aniversário da proclamação da Primeira República da Armênia, Foto: Armenpress

Presidente da Armênia, Armen Sarkissian, dirigiu uma mensagem no 103º aniversário da proclamação da Primeira República da Armênia, o Gabinete Presidencial disse à Armênpress.

A mensagem diz:

“Hoje é o 103º aniversário da proclamação da Primeira República da Armênia.

A Primeira República foi um evento significativo na vida de nosso povo: o estado independente foi restaurado após uma longa luta pela soberania. Mais uma vez, mostrou que quando estamos unidos, podemos vencer.

A Primeira República da Armênia foi fundada sob tais condições, quando nossa identidade e existência física estavam em perigo, um perigo evitado nas batalhas heróicas de Sardarapat, Bash-Aparan e Gharakilisa, devido à nossa unidade e auto-sacrifício.

Hoje, estamos no limiar do Sardarapat da moralidade e da dignidade, uma batalha cujo resultado vitorioso só pode garantir um Estado forte e perspectivas de desenvolvimento.

Hoje, precisamos de julgamento sóbrio e raciocínio sólido, e precisamos aprender uma lição de história para perceber de novo que

A pátria como uma realidade só pode viver em um estado independente,

um estado independente é alcançado e defendido com dificuldade,

e ainda hoje, muitas pessoas ainda sonham com isso.

A independência de um Estado é a realização de nossa identidade e interesses nacionais, em prol dos quais nosso povo e o exército se levantaram há mais de cem anos. É necessário em todos os momentos, como foi durante a Primeira República da Armênia, também para a atual República da Armênia e a de amanhã.

O estado independente é a inviolabilidade e impossibilidade de negociação de nossas fronteiras, nossa capacidade de tomar e implementar decisões, nossa capacidade de garantir a segurança e ditar a paz.

Devemos não apenas ser capazes de vencer, mas também compreender profundamente como lidar com essa vitória.

Devemos ser capazes de preencher a vitória com conteúdo duradouro e transformá-la em sucesso.

Devemos ser capazes de compreender profundamente, perceber o que aconteceu ontem, o que está acontecendo hoje e reagir e agir adequadamente.

Devemos ser capazes de prever e gerenciar o que pode acontecer amanhã.

Devemos ser capazes de analisar com sobriedade as causas de nossos fracassos desde a Primeira República até o presente, e trabalhar para corrigir nossos próprios erros, desenvolver uma visão clara e programas de desenvolvimento.

Acredito que podemos alcançar conquistas que pareciam impossíveis ontem, podemos alinhar a realidade com nossos desejos e podemos realizar um sonho que à primeira vista parece inatingível.

Como será nossa pátria, Armênia e Artsakh depende de nós, de cada um de nós. E a Pátria será o que faremos juntos.

Viva a República da Armênia!

Viva Artsakh!

Viva nosso povo! ”

Fonte: Armenpress

 

Posts Relacionados

Luto: Câmara Municipal de Osasco emite nota de pesar pelo falecimento da Dona Neuza

Bruno Schwabenland

Prefeito Elvis Cezar acompanha etapa final da obra do Túnel da Praça da Paz

Bruno Schwabenland

Governo de SP entrega mais 1,2 milhão doses da vacina do Butantan

Bruno Schwabenland

DEIXE UM COMENTÁRIO

https://api.clevernt.com/cde5a1b4-43aa-11eb-9861-cabfa2a5a2de/