18.4 C
Osasco
15 de maio de 2021
Cultura

Como folha de outono

Uma poesia outonal em plena primavera…

Se eu pudesse, voaria como folha de outono,
para lugares distantes, longínquos;
deixaria o vento decidir meu destino;
a ele confiaria o meu frágil corpo.

Seca e amarelada, desejando vida e cor;
dos polos aos trópicos, aguardaria aterrissar;
minha sorte, enfim, lançada, em um solo redentor;
em um amanhã incerto, iria eu pousar.

Se eu não revivesse, enfim, seria,
adubo, para que na primavera, outras brotassem.
As mais lindas flores, alimentaria,
se eu, como folha de outono, voasse.

 

Posts Relacionados

Secretaria Municipal de Cultura abre inscrições para os cursos 2019

Redação

Entrevista exclusiva com ator Roberto Rowntree

Livia Rosa

Prefeitura tem inscrições para oficinas gratuitas em parceria com o Ponto MIS

Joyce Araújo

DEIXE UM COMENTÁRIO

https://api.clevernt.com/cde5a1b4-43aa-11eb-9861-cabfa2a5a2de/