14.8 C
Osasco
23 de junho de 2021
Educação

Chega de mortes na Educação: profissionais da educação fazem protestos na Prefeitura de SP

Nesta segunda-feira (22), profissionais da educação fizeram uma vigília, em frente à Prefeitura de São Paulo, pedindo que as atividades nas escolas sejam suspensas e que sejam feitas testagens periódicas para profissionais e estudantes antes do retorno presencial. 

Solicitam ainda,  um calendário de vacinação e reformas nas escolas para garantir uma maior ventilação do ar em salas de aula e áreas comuns.

Confira abaixo imagens do protesto:

De acordo com o Sindicato dos Servidores Municipais, o recesso escolar que começou na última quarta-feira ( ) não resolve a diminuição da contaminação por covid-19 nas escolas, já que gestores, trabalhadores e mães que atuam como auxiliar de limpeza nas escolas e continuam expostos ao vírus. 

A categoria está em greve desde o dia 10 de fevereiro. Durante a tarde desta segunda-feira, 22 de março, as entidades representantes dos trabalhadores da educação municipal em greve se reuniram com representantes do “segundo escalão” da Secretaria Municipal de Educação em uma Mesa de Negociação.

Bruno Covas, prefeito e o secretário de Educação, Fernando Padula não compareceram e, com isso, para os sindicalistas, “demonstram, mais uma vez, o descaso com que tratam as vidas da comunidade escolar da cidade de São Paulo”. 

Sem negociação, a greve permanece, pois para o sindicalistas, a Prefeitura realiza “um  jogo de empurra-empurra da responsabilidade pela vida de estudantes, trabalhadoras/es e suas famílias”. 

“Não podemos mais deixar que a prefeitura trate com tamanho descaso a vida das pessoas, escolas abertas significam riscos para toda a comunidade escolar, tanto trabalhadores, quanto alunos e seus familiares. O sistema de saúde está colapsado e manter as unidades abertas só fará aumentar o caos sanitário na cidade. A greve continua!

O colapso da cidade é grave! Então é Greve na Educação Pela Vida!”

 

A Prefeitura de São Paulo alega estar aberta ao diálogo, mas até o fechamento desta matéria, não propuseram uma mediação efetiva entre os professores e profissionais da educação. 

 

 

 

 

 

 

Posts Relacionados

Curso de pós-graduação pode garantir aumento de salário de até 128%

Redação

Inscrições abertas para o Vestibular 2021 da Univesp

Bruno Schwabenland

Expo Jovem Caieiras: Feira de capacitação para a juventude acontece no dia 30

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO

https://api.clevernt.com/cde5a1b4-43aa-11eb-9861-cabfa2a5a2de/