19.8 C
Osasco
6 de março de 2021
Cotia Saúde

Campanha de vacinação contra poliomielite e multivacinação é prorrogada até o dia 30/11

Em Cotia, apenas 57,02% do público-alvo da campanha contra a pólio foi alcançado. Todas as crianças de 1 a 5 anos incompletos devem ser vacinadas
O governo do Estado de São Paulo prorrogou, mais uma vez, a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite e Multivacinação. Foto: Divulgação

O governo do Estado de São Paulo prorrogou, mais uma vez, a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite e Multivacinação. A meta é imunizar pelo menos 95% das crianças com idade entre 1 ano e 4 anos, 11 meses e 29 dias contra a paralisia infantil. Em Cotia, a cobertura está em apenas 57,02%, segundo dados passados pela Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, já que, das 13.464 crianças com esta faixa etária, somente 7.677 receberam as gotinhas.

Além da campanha de vacinação contra a pólio, também está em andamento a multivacinação e a vacinação contra o sarampo para crianças de seis meses a um ano de idade, jovens com até os 29 anos (vacinação mediante avaliação da caderneta para garantir as duas doses até esta idade) e o público de 30 a 49 anos (vacinação indiscriminada contra o sarampo). Está sendo feita a atualização vacinal contra cerca de 20 doenças e as doses são oferecidas gratuitamente nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s).

“Todas as nossas UBS’s estão preparadas e contam com vacinas para imunizar as nossas crianças e a população em geral. É importante que todos se conscientizem de que as vacinas fecham as portas para doenças que voltaram a nos assombrar, como o sarampo. Fica o apelo para que os pais levem os seus filhos para se vacinarem e, quem tem entre 30 e 49 anos não deixe de se vacinar contra o sarampo”, disse Silvana Silva, coordenadora da Vigilância Epidemiológica.

Posts Relacionados

Prefeitura recebe R$ 4 milhões de verba federal para a área da Saúde

Joyce Araújo

PS Central de Barueri ganha 4 novos consultórios e torna atendimento mais eficiente

Redação

Calor, crianças e piscina. O que o síndico pode fazer para diminuir os riscos de afogamento no condomínio?

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO

https://api.clevernt.com/cde5a1b4-43aa-11eb-9861-cabfa2a5a2de/