27.9 C
Osasco
1 de março de 2021
Cidades Eleições 2018

Atelier Jurídico cobra candidatos à Presidência e seus vices quanto às Políticas Internacionais

Bem como todos os cidadãos, o Prof. Dr. Luiz Olavo Baptista, fundador do Atelier Jurídico, vota em programas e ideias. Por isso, o Observatório do Comércio e Relações Internacionais, um programa do Atelier, enviou a todos os candidatos à Presidência e Vice-Presidência da República cinco perguntas sobre nossa Política Externa.

O objetivo é saber, por exemplo, se o candidato possui algum um projeto em relação à Política Internacional brasileira, se acredita na possibilidade de sair o acordo UE-Mercosul, qual a importância que atribui à expansão do mercado externo para o crescimento do PIB, se é favorável a medidas protecionistas no comércio exterior, e se crê que a participação do Brasil na Zona de Livre Comércio do Mercosul facilita a realização de acordos internacionais para expandir nosso mercado externo.

Os resultados da pesquisa serão divulgados a público, bem como a ausência de uma resposta será entendida como recusa em informar aos eleitores.

 

A iniciativa acontece após o Dr. Luiz Olavo Baptista, que possui mais de 50 anos de experiência na prática da arbitragem, sendo considerado um dos árbitros mais requisitados nacional e internacionalmente, notar que pouco – ou nenhum candidato menciona essas questões em seus programas de governo ou entrevistas e sabatinas. O prazo dado a cada candidato se encerra na próxima sexta-feira, dia 21 de setembro.

Sobre O Atelier Jurídico
Fundado em 2015 e liderado pelo Dr. Luiz Olavo Baptista, que possui mais de 50 anos de experiência na prática da arbitragem no Brasil, e pela Dra. Adriane Nakagawa Baptista, Bacharel em Direito pela Universidade de São Paulo e LLM em Direito Comercial Internacional e Europeu pela Universidade de Leiden, o Atelier Jurídico é um espaço colaborativo que nasceu com a proposta inovadora de unir a prática do Direito ao seu desenvolvimento acadêmico. Por meio do ensino, pesquisa e difusão de temas inseridos nas matérias de Arbitragem e Direito do Comércio Internacional e Privado, tem o propósito de promover o estudo destas matérias em uma perspectiva interdisciplinar e crítica, contribuindo para o processo de educação não só de seus frequentadores, mas também daqueles que, mesmo à distância, tenham o desejo do aprendizado e desenvolvimento de suas capacidades.

fonte: Porta Voz

Posts Relacionados

Secretaria de Saúde disponibiliza em outubro a segunda dose de vacina contra HPV

Alessandro Belcorso

Beneficiários do BPC/LOAS devem atualizar ou fazer cadastro no CadÚnico até dezembro

Redação

7 pecados digitais para não cometer em 2021

Bruno Schwabenland

DEIXE UM COMENTÁRIO

https://api.clevernt.com/cde5a1b4-43aa-11eb-9861-cabfa2a5a2de/