22 C
Osasco
22 de outubro de 2020
Brasil

Ex-juiz Sergio Moro anuncia demissão do Ministério da Justiça e deixa o governo Bolsonaro

O ministro Sergio Moro pediu demissão da Secretaria da Justiça e Segurança Pública, após discordar do presidente Jair Bolsonaro sobre a demissão do diretor da Polícia Federal, Maurício Valeixo.

 

Foto: Ministério da Justiça e Segurança Pública / Divulgação /CP

O juiz que se tornou famoso durante a Operação Lava Jato, da Polícia Federal, decidiu deixar o governo de Bolsonaro após a exoneração sem aviso prévio de seu homem de confiança, o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo.

“O presidente passou a insistir também na troca do diretor-geral. O grande problema de realizar essa troca é que haveria uma violação da promessa de carta branca e em segundo lugar não haveria causa para essa substituição e estaria ocorrendo uma interferência política na Polícia Federal”, afirmou na coletiva. “O problema é por que trocar? E permitir que seja feita a interferência política no campo da Polícia Federal.”

Moro acusou ainda o presidente Jair Bolsonaro de exonerar Valeixo por interesses pessoais. “O presidente me disse, mais de uma vez, que queria ter uma pessoa do contato pessoal dele, que ele pudesse ligar, obter informações, relatórios de inteligência. E realmente não é o papel da Polícia Federal de prestar esse tipo de informações, elas devem ser preservadas. Por tudo isso estou encaminhando minha carta de demissão”, concluiu Moro.

O nome do novo diretor-geral da Polícia Federal ainda não foi divulgado.

Em seu Twitter , Bolsonaro postou que a exoneração foi a pedido. Moro diz que ficou sabendo pelo diário oficial e não foi a pedido

 

Posts Relacionados

Voto branco x voto nulo: saiba a diferença e para ‘onde vão’

Alessandro Belcorso

Bolsonaro lidera com 26% e Haddad tem 6% em cenário sem Lula, mostra pesquisa; rejeição de Alckmin aumenta

Alessandro Belcorso

Vitória 3 X1 Oeste – baianos seguem invictos no Barradão

Bruno Schwabenland

DEIXE UM COMENTÁRIO