19.7 C
Osasco
26 de setembro de 2020
Cidades

Cidades da região saem do ranking das 10 cidades mais violentas de São Paulo

O Consórcio Cioeste tem apresentado redução no quadro da violência, retirando-as do fatídico ranking do “Top 10”, das mais violentas do Estado.
Guarda Civil Metropolitana em Barueri tem o maior efetivo da região. Divulgação: Prefeitura de Barueri.

O Consorcio do Cioeste, que representa os prefeitos da região Oeste de São Paulo, tem diminuído o índice de criminalidade, não configurando entre o “Top 10”, acredita-se que além do trabalho da segurança pública no combate e proteção a população, na escala da pirâmide o desenvolvimento humano, serve para achar a curva da insegurança. Entretanto em 2017 a realidade era bem diferente, confira a afirmativa abaixo:

Os dados produzidos pelo Instituto Sou da Paz em 2017, colocava Jandira entre a 6ª colocada entre as mais perigosas para se viver. Outros municípios da região: Barueri 19ª posição, Osasco na 23ª e Carapicuíba em 32ª lugar (estão fora do top 10). O IECV é calculado a com base na média ponderada de três subíndices: crimes letais (homicídio e latrocínio), crimes contra a dignidade sexual (estupro) e crimes contra o patrimônio (roubo – outros, roubo de veículo e roubo de carga). As 20 cidades mais violentas de São Paulo em 2018, confira na arte abaixo:

Fonte: G1 – Santos e Região. Arte gráfica adaptada

Atualmente os barurienses têm uma sensação de segurança por causa do alto efetivo da Guarda Municipal, como um grande trunfo no combate aos criminosos: prevenção (ronda ostensiva) e repressão (levá-los sob custódia para ficar à disposição da justiça). 

O desenvolvimento humano melhora a segurança e este tripé: Mais educação, mais saúde e mais renda/emprego significam menos violência. Entretanto quanto menor for este desenvolvimento aumenta a vulnerabilidade social e este contribui para atos delituosos. Confira a mudança das cidades supracitadas: Jandira, Barueri, Osasco e Carapicuíba: 

Confira a posição das cidades nos dois levantamentos. Arte Webdiário (Internet)

Portanto se faz necessário a adoção de politicas públicas em bairros periféricos destes municípios, e comunidades: Munhoz Júnior e Engenho Novo. Na outra ponta estão os locais mais valorizados que lembram uma cidade europeia, a saber: Nova Heliópolis, Alphaville, Vila Campesina e Granja Viana. O que constituí um gigantesco abismo social e a coexistência de dois mundos antagônicos, enquanto no primeiro o constante tiroteio e no segundo as benesses do “primeiro” mundo.

Posts Relacionados

Espetáculo Gratuito em Osasco – “Carta 1 – A Infância – Promessa de Mãe”

Redação

Osasco-Audax vence Hinode Barueri na sequencia do jogo que foi interrompido na última Sexta-feira

Redação

6ª Corrida e Caminhada ANOSCAR

Alessandro Belcorso

DEIXE UM COMENTÁRIO