19.6 C
Osasco
30 de setembro de 2020
Cidades

Policiais começam a usar câmeras na farda a partir do dia 1º

“Os policiais não poderão retirar e nem desligar as câmeras. As imagens são transmitidas ao vivo para o Copom e ficarão gravadas em nuvem, não podendo ser apagadas”, disse Doria

Após mais um episódio envolvendo violência policial em São Paulo – uma mulher, de 51 anos, foi imobilizada por um PM com uma pisada no pescoço no bairro de Parelheiros na Capital – o governador João Doria anunciou que a partir do dia 1º de agosto policiais passam a usar câmeras acopladas em suas fardas, registrando toda sua atuação nas ruas.

“Os policiais não poderão retirar e nem desligar as câmeras. As imagens são transmitidas ao vivo para o Copom – central da Polícia Militar – e ficarão gravadas em nuvem, não podendo ser apagadas. Isso vai contribuir para diminuir a violência e aumentar a eficiência da polícia”, informou Doria, em entrevista coletiva, na manhã desta segunda-feira, na qual afirmou repudiar o episódio e classificou a violência como “inaceitável”.

As câmeras não serão adotadas, inicialmente, por todos os PMs que atuam nas ruas. A partir de 1º de agosto, serão 500 unidades. O governo do Estado vai comprar, na sequência, mais 2 mil equipamentos, conhecidos como “body cams”.

Além do caso em Parelheiros, foram registradas, no final de junho, ações de violência policial em abordagem de suspeitos em Barueri e Carapicuíba. Em todos os episódios, os PMs foram afastados das ruas e serão julgados. Doria também já havia anunciado em junho a criação de um programa de retreinamento dos policiais. Desde o início da medida,  28 mil policiais passaram pelo novo treinamento.

Posts Relacionados

Passagem de trem e metrô vai para R$ 4,40 a partir de janeiro

Redação

Ginástica Artística de Osasco é destaque na Copa São Paulo em S.C. do Sul

Alessandro Belcorso

Janeiro é dedicado à saúde no Continental Shopping

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO