25.3 C
Osasco
6 de julho de 2020
Araçariguama

Faltam medicamentos e seringas na Farmácia Popular de Araçariguama

Um morador da cidade Araçariguama enviou, através das redes sociais, uma reclamação ao prefeito interino Joca , denunciando a falta de medicamento da Farmácia Popular do município.


Os munícipes da cidade de Araçariguama não podem contar com os medicamentos que deveriam ser entregues pela prefeitura, haja vista que faltam de tudo na farmácia popular, inclusive remédios básicos. Vale ressaltar que este problema com a falta de medicamento é antigo, desde o início do ano a população vem sofrendo com o descaso por parte do poder executivo e da secretaria de saúde.

Os descasos com a saúde fez com que o assunto fosse tratado pelo poder legislativo, haja vista que na sessão da Câmara Municipal do dia 5 de maio , presidida pelo Vice-Presidente Judivan Severino, um dos assuntos que teve teve destaque foi sobre a Secretaria Municipal de Saúde.

Um dos vereadores presente reclamou sobre a falta de medicação na Farmácia do PA. Pediu providências junto aos responsáveis para que os pacientes possam realizar seus tratamentos com a medicação indicada pelos médicos. “Falta até AAS”, denunciou.

Passados mais de 15 dias nada foi feito em beneficio da população, inclusive um dos moradores vivenciou na pele o problema, quando precisou de fitas, seringas e insulinas para seu pai que é diabético, e não conseguiu na farmácia municipal. Com isso teve que adquirir com seus próprios recursos.

Estou gastando para comprar coisas que deveria ser fornecido pelo município, e só para te lembrar esse é um direito básico de um cidadão que é paciente, Sabe quanto custa todos esse insumos? O Sr. vai ver na foto que vou colocar junto a está publicação o valor gasto na compra destes insumos que não tem em nosso município. – Afirmou o Munícipe

 

 

No próprio site da prefeitura, os valores recebidos para utilização na saúde giram em torno de 137 mil reais, porém segundo muitos munícipes, a saúde está abandonada desde o início do ano.

Foi sugerido que a presidência câmara agendasse uma audiência com os respectivos responsáveis pela saúde do município, para que as devidas soluções destes problemas apontados sejam tomadas.

Pelo apurado, até o momento, nada foi solucionado e a cada dia os munícipes relatam a cada dia , a falta dos remédios.

Vale ressaltar que  Entendimento do Tribunal de Justiça, é;

“A saúde é um direito fundamental de competência comum entre a União, Estados e Municípios, podendo a Impetrante pleiteá-los de qualquer dos entes federados. O Estado deve pautar-se no espírito de solidariedade para conferir maior efetividade ao direito garantido pela constituição, e não criar entraves jurídicos para postergar a devida prestação jurisdicional.” (Des. Mauro Campello)

Deste modo, “a obrigação de fornecimento de medicamentos às pessoas que deles necessitarem e não puderem custear seu tratamento com recursos próprios, é solidária entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, por força dos arts. 196 e 198 da CF.

Nossa reportagem tentou contato com a prefeitura e com a secretaria de saúde, porém até o fechamento da matéria não obteve retorno.

Posts Relacionados

Prefeitura zera contratos de locações de veículos leves, utilitários e vans

Redação

Prefeitura inova mais uma vez com Sessões de Licitações transmitidas ao vivo

Joseane Martins

Prefeitura de Araçariguama segue com serviços de zeladoria urbana através da Frente de Trabalho

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO