17.8 C
Osasco
25 de maio de 2020
Osasco

Osasco estaria na contramão da Organização Mundial da Saúde?

Município estaria na contramão da OMS por não criar Hospital de Campanha na Arena Vip ou no Estádio do Rochdade? Locais mais indicados segundo a Organização Mundial
Em São Paulo, o hospital de campanha, foi construído no estádio do Pacaembu(foto:Sérgio Andrade/SECOM/SP)

Hospitais provisórios têm sido montados às pressas em todo o Brasil por conta da pandemia do novo coronavírus. Estádios de futebol e centros de convenções estão sendo usados em capitais como São Paulo, Rio de Janeiro e Fortaleza para receber as estruturas. Por que em Osasco não foram feitos nos espaços que estão ociosos?

Investir em hospitais de campanha (como são conhecidas as estruturas temporárias), em meio a uma crise sanitária, é uma recomendação feita pela OMS (Organização Mundial de Saúde). Segundo o diretor-geral da entidade, Tedros Adhanom, as redes de atendimentos de vários países estão no limite, o que coloca em risco a vida de pessoas que precisam de outros cuidados de saúde que não os ligados à covid-19.

“As grávidas continuam dando à luz, as pessoas continuam tendo outras doenças infecciosas, a vacinação para outras enfermidades precisa continuar a ser feita”, afirmou Tedros Adhanom – diretor-geral da OMS, sobre a necessidade de hospitais provisórios.

Com essa declaração, será que a cidade com o 2º PIB do estado, e o 6º do país estaria indo na contramão? Afinal, o chefe do executivo acabou de inaugurar o hospital de campanha em uma policlínica, onde se atendiam diversas especialidades médicas. Com isso deixamos a pergunta no ar; A policlínica estava ociosa?

A necessidade de aumentar a oferta de vagas ocorre porque nenhum sistema de saúde, em nenhum lugar do mundo, é desenhado para pandemias. Elas são atípicas.

Quando há o surgimento de uma nova doença, como a covid-19, e uma explosão de casos pela falta de imunidade da população, as chances de os sistemas de saúde entrarem em colapso é muito grande. Por isso é importante achatar a curva de infecção (fazer com que elas ocorram num espaço mais longo de tempo) com medidas como o isolamento social, que vários países do mundo estão adotando.

Para dar conta do aumento brusco no número de doentes, hospitais temporários têm sido construído em diversos países ao redor do mundo, como Estados Unidos, Reino Unido, Espanha, Itália, Sérvia, Chile, Somália e Guatemala. O Brasil tem seguido a recomendação da OMS.

Lembrando que a cidade possui diversos espaços ociosos(neste momento), que deveriam ser aproveitados para a criação do hospital temporário, ou seja, o hospital de campanha.

Vamos citar apenas três, mas temos muito mais espaço apropriado na cidade;

1 – Estádio Prefeito José Liberatti – (Rochdale) , que é municipal, porém está sobre a tutela do “todo poderoso Audax”.

Estádio não está sendo utilizado devido as paralisações dos campeonatos

2 – Arena Vip – que ficou famosa por dois fatos; acidente com a fogueira que queimou o prefeito e a primeira dama, e a apreensão de drogas em um caminhão de cebola;

Arena já possui tendas de cobertura

3 – Estacionamento CMTO(Jardim Wilson)

Para finalizar deixamos mais uma pergunta; E os pacientes que eram atendidos nesses locais(PS e Policlínica) com outras doenças, vão pra onde?

Colaboração: Estêvão Bertoni(NEXO)

Posts Relacionados

Osasco promove 1º Fórum de Turismo de Negócios e Cultura

Alessandro Belcorso

Oficina Interlegis traz capacitação em Planejamento Estratégico para Osasco

Redação

Prefeitura entrega reforma do Centro Cirúrgico do Hospital Antônio Giglio

Joyce Araújo

DEIXE UM COMENTÁRIO