21.6 C
Osasco
29 de janeiro de 2020
Osasco Saúde

Osasco pode ter “Ônibus da Saúde”, com projeto da vereadora Lúcia da Saúde

O projeto prevê que veículo adaptado ofereça consultas de ginecologia, pediatria e clínica geral nos bairros. Ele foi aprovado junto com outros 14 projetos, em sessão que limpou a pauta

 

Durante a sessão que limpou a pauta de Ordem do Dia da Câmara de Osasco, com a votação de 15 projetos que aguardavam na fila, os vereadores aprovaram em primeira discussão,  na terça-feira, 3, a proposta da vereadora Lúcia da Saúde (DC) sobre a criação do Ônibus da Saúde. Ela prevê a criação de um veículo adaptados que percorrerá  os bairros, oferecendo consultas de ginecologia, pediatria e clínico geral gratuitas à população.

De acordo com o projeto, o Ônibus da Saúde terá itinerário definido pela Secretaria da Saúde, sempre priorizando os bairros mais carentes e com maior demanda de atendimento básico. Segundo a vereadora, o coletivo pretende oferecer consultas nessas três especialidades com equipe composta por médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem.  Além disso, as equipes de profissionais da saúde vão prestar orientação, aos pacientes, quanto à prevenção do câncer de colo de útero e das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’s).

Outra tarefa será incentivar a a continuidade dos tratamentos nas Unidades Básicas de Saúde. “Sabemos que o atendimento médico muita das vezes não consegue chegar até aquelas famílias menos favorecidas, e que muitos munícipes não vão mais até uma UBS”, defende a autora, na justificativa do projeto.

Ainda segundo a proposta, os exames solicitados pelo médico do Ônibus da Saúde deverão ser agendados e coletados pela UBS onde o munícipe possui cadastro. A consulta de retorno com o médico também será agendada pela mesma unidade. A vereadora teve outro projeto, na área da Saúde, aprovado na mesma sessão. Ela prevê a criação do cargo de Auxiliar de Saúde Bucal na rede municipal.

“Com base em estudos e reuniões com os profissionais desta área, chegamos a uma conclusão: se o dentista tiver um auxiliar para agilizar o atendimento os procedimentos se tornam mais rápidos e isso aumentaria o número de vagas diárias para a população, além de gerar novos empregos no nosso município”, defende. As propostas precisam agora passar por segunda votação na Câmara e, se aprovadas novamente, seguem para análise do prefeito Rogério Lins.

 

Fonte – Juliana Oliveira/diario

Posts Relacionados

Barueri está entre as cidades brasileiras que mais investem em saúde

Alessandro Belcorso

Proerd forma alunos da rede municipal

Jefferson Rolemberg Dias

Começa hoje(2) o mega saldão no Big Osasco, com descontos de até 70%

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO