24 C
Osasco
23 de novembro de 2019
Educação

Pais devem ficar atentos na hora de matricular seus filhos em escolas particulares.

 Antes de matricular as crianças em escolas particulares, os pais e/ou responsáveis devem verificar se a escola está devidamente cadastrada junto a secretaria da educação.

A medida que o fim do ano se aproxima, tem início a corrida para garantir a matrícula dos alunos. Na rede particular de ensino, alguns fatores procurados pelos pais são preços acessíveis, bons professores e referências. Mas a Secretaria de Educação alerta: o credenciamento da instituição de ensino junto à pasta é fundamental. Escolas sem a devida documentação não têm autorização para funcionar.

 

A diretora da Escola Aprender e Brincar, Geiza P Lopes, ressalta: “Pais e responsáveis devem consultar uma lista publicada no site da secretaria da educação do município  antes de matricular os filhos na rede particular de ensino”. Quem identificar uma instituição sem a devida autorização, deve comunicar ao órgão via ouvidoria, ou por meio do Ministério Público ou Procon.

 

Para funcionar, a escola deve cumprir uma série de exigências, como apresentar proposta pedagógica, regimento escolar e plano de curso. O responsável também precisa apresentar a relação de espaços físicos, mobiliário, equipamentos e recursos didático-pedagógicos. Entre os documentos necessários estão a licença de funcionamento, AVCB, licença da vigilância sanitária, aprovação e planta adaptada, comprovante das condições legais de ocupação do imóvel, e Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ).   A exigência fortalece a segurança de pais e alunos.

 

Posts Relacionados

Projeto “SAMU nas escolas” capacita 250 alunos em primeiros-socorros

Alessandro Belcorso

‘Carreira Em Pauta” realiza debates sobre protagonismo e conexões no mercado de trabalho em Osasco

Redação

Centro de Referência da Juventude promove diversas atividades aos munícipes

Joyce Araújo

DEIXE UM COMENTÁRIO