21.8 C
Osasco
23 de janeiro de 2020
Educação

Pais devem ficar atentos na hora de matricular seus filhos em escolas particulares.

 Antes de matricular as crianças em escolas particulares, os pais e/ou responsáveis devem verificar se a escola está devidamente cadastrada junto a secretaria da educação.

A medida que o fim do ano se aproxima, tem início a corrida para garantir a matrícula dos alunos. Na rede particular de ensino, alguns fatores procurados pelos pais são preços acessíveis, bons professores e referências. Mas a Secretaria de Educação alerta: o credenciamento da instituição de ensino junto à pasta é fundamental. Escolas sem a devida documentação não têm autorização para funcionar.

 

A diretora da Escola Aprender e Brincar, Geiza P Lopes, ressalta: “Pais e responsáveis devem consultar uma lista publicada no site da secretaria da educação do município  antes de matricular os filhos na rede particular de ensino”. Quem identificar uma instituição sem a devida autorização, deve comunicar ao órgão via ouvidoria, ou por meio do Ministério Público ou Procon.

 

Para funcionar, a escola deve cumprir uma série de exigências, como apresentar proposta pedagógica, regimento escolar e plano de curso. O responsável também precisa apresentar a relação de espaços físicos, mobiliário, equipamentos e recursos didático-pedagógicos. Entre os documentos necessários estão a licença de funcionamento, AVCB, licença da vigilância sanitária, aprovação e planta adaptada, comprovante das condições legais de ocupação do imóvel, e Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ).   A exigência fortalece a segurança de pais e alunos.

 

Posts Relacionados

Plantio de 110 mudas de cerejeira em evento marca início da programação da Semana de Educação Ambiental

Alessandro Belcorso

Com metas até 2040, Prefeitura lança programa Educa Itapevi

Joyce Araújo

UNIFIEO realiza debate sobre “Responsabilidade Ambiental x Soberania Nacional”

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO