20.7 C
Osasco
10 de dezembro de 2019
Osasco Política

Vereador De Paula é mais um condenado na Operação Caça-Fantasma

Após 1 mês de anunciar ser o pré-candidato a prefeito de Osasco pelo PSDB, o vereador De Paula foi condenado pela justiça após julgar uma ação penal pública proposta pelo Ministério Público de São Paulo (MP-SP).

Em mais uma fase da Operação Caça-Fantasmas, o vereador De Paula foi condenado a 7 anos, 9 meses e 15 dias de reclusão e pagamento de 34 dias-multa, e 13 ex- assessores de seu gabinete, por organização criminosa e estelionato. Ainda cabe recurso da decisão e os réus podem recorrer em liberdade.

O esquema consistia em nomear conhecidos de De Paula para trabalhar no gabinete, mas eles não trabalhavam efetivamente, segundo a ação.

Operação Caça-Fantasmas

A operação denominada Caça-Fantasmas foi deflagrada em 2016 e denuncia mais de 200 pessoas pelo desvio de cerca de R$ 21 milhões dos cofres públicos. De acordo com os promotores, os vereadores de Osasco contratavam funcionários para receber salários sem trabalhar e, em troca, ficavam com parte desses salários.

Dezembro de 2016, o prefeito de Osasco, Rogério Lins (PTN) ficou foragido por três semanas e depois se entregou à Polícia Federal. Porém, ainda em dezembro ele e os outros vereadores envolvidos na operação foram soltos mediante o pagamento de fiança no valor de R$ 300 mil.

Lins está entre os 14 vereadores acusados de contratar funcionários públicos fantasmas que não apareciam para trabalhar. Segundo o Ministério Público, os políticos ainda ficavam com parte dos salários.

Nota oficial do vereador enviada à imprensa

“O vereador De Paula lamenta profundamente a decisão da Justiça que o condenou em 1ª instância. Afirma que, durante os últimos anos, realizou todos os esforços possíveis para provar sua inocência, mostrando que as acusações que lhe são imputadas são improcedentes. Mesmo assim, respeita a decisão da Justiça Estadual e, justamente por acreditar na sua inocência, irá recorrer nas esferas cabíveis.

Afirma ainda, que esta decisão em nada muda seu compromisso de seguir atuando no seu mandato para apontar problemas em nossa cidade e sugerir soluções; para conhecer as dificuldades da nossa população e ajudar a resolvê-las; e para, finalmente, provar de uma vez por todas que foi eleito e reeleito para melhorar a vida do povo osasquense e, jamais, para obter benefícios próprios ou vantagens indevidas.”

 

Fonte: G1 São Paulo

Posts Relacionados

Prefeitura promove mais uma edição do Pet Day

Joyce Araújo

Construção do Hipermercado ATACADÃO em Osasco

Redação

PS Novo Osasco voltará a atender 24 horas até dezembro

Joyce Araújo

DEIXE UM COMENTÁRIO