21.7 C
Osasco
20 de outubro de 2019
Saúde

Reimaginando Outubro Rosa: ações com foco nas pacientes com câncer de mama avançado marcam o mês

Embora o movimento tenha como foco a prevenção da doença, Novartis amplia visibilidade dos casos metastáticos e promove atividades para essas mulheres

A campanha Outubro Rosa tem como foco a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama, fundamentais na luta contra a doença. Porém, dados preocupantes mostram que mais de 35% das mulheres descobrem o câncer de mama em estágio localmente avançado ou metastático (quando o tumor já se espalhou para outros órgãos)[i]. “Além dos altos índices da doença avançada, chama também a atenção que muitas dessas pacientes são jovens, em fase de pré-menopausa”, afirma o oncologista Dr. Rafael Kaliks, diretor científico do Instituto Oncoguia e médico da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein.

Pensando nisso, a Novartis, que tem mais de 30 anos de tradição em tratamento de câncer de mama, realiza a Campanha Outubro Rosa Choque, que dá visibilidade a estas mulheres. Este ano a campanha irá promover iniciativas para educar a população, buscar soluções e apoiar pacientes, multiplicando o alcance do debate.

Experiência sensorial que acolhe

Como parte do seu propósito de reimaginar a medicina, uma das ações da Novartis esse ano irá promover uma melhor experiência às pacientes durante um momento crítico e sensível: a sessão de quimioterapia. As pacientes poderão escolher qual dos cinco sentidos serão explorados, optando pelas atividades que mais lhe agradam. Estão entre elas: reflexologia, ambientação com iluminação especial, óleos perfumados, músicas relaxantes e kit de lanches saudáveis.

Kaliks pontua que as sessões de quimioterapia são muito desafiadoras para as pacientes. “Os efeitos físicos são mais conhecidos, mas há também o efeito psicológico. Tornar esse momento menos estressante, mais agradável e confortável, pode trazer um benefício enorme para as pacientes, ajudando-as a passar por esse processo”.

Existem estudos brasileiros que apontam para o estigma e o impacto emocional do câncer de mama, principalmente com relação a essa etapa do tratamento. Segundo especialistas, as pacientes enfrentam diversas emoções relacionadas a um diagnóstico de câncer: negação da condição de doença, sentimentos negativos para lidar com o adoecimento, enfrentam maior risco de finitude da vida, além do impacto na autoimagem, para citar alguns[ii]. A ideia da ação que contempla hospitais e clínicas de referência de São Paulo é trazer acolhimento e leveza para essas pacientes durante o mês de outubro.


Em busca de soluções tecnológicas para pacientes

Além da experiência sensorial, a Novartis também está promovendo outras atividades voltadas às pacientes com câncer de mama metastático. Em parceria com a Eretz.Bio, iniciativa da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein que fomenta o empreendedorismo e inovação em saúde no Brasil, a empresa lançou um desafio para as startups da incubadora: encontrar soluções para câncer de mama avançado.

O principal objetivo é ajudar as pacientes a entender seu subtipo da doença, considerando que normalmente elas demoram muito para ter essa informação, o que implica em não ter acesso ao melhor tratamento. O pitch das startups para a Novartis acontecerá no início da campanha Outubro Rosa Choque e as melhores soluções poderão ser contratadas pela farmacêutica que, só no ano passado, tratou mais de 10 milhões de pacientes no Brasil.


Para disseminar informação de qualidade

Com o objetivo de multiplicar informações para a promoção da saúde e bem-estar da população, a Novartis está apoiando a Série Saúde Brasil, programa exibido na TV Cultura que realiza documentários educativos sobre várias patologias, e irá fazer uma edição especial sobre câncer de mama metastático.

Novidades no tratamento de pacientes com câncer de mama avançado

1. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou no dia 9 de setembro o registro do Piqray (alpelisibe). Trata-se do primeiro tratamento específico para pacientes com câncer de mama metastático HR+/HER2-, com mutação PIK3CA. Produzido pela Novartis, Piqray é indicado em combinação com o medicamento fulvestranto para tratar mulheres na pós-menopausa e homens[iii],iv.

2. Em junho, durante o principal congresso de oncologia do mundo, realizado pela Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO), foi apresentado um estudo que comprovou que o Kisqali (ribociclibe), da Novartis, aumenta significativamente as taxas de sobrevivência das pacientes com câncer de mama avançado tipo HR+/HER2-.v Utilizando o medicamento, a sobrevivência de mulheres jovens após 3 anos e meio de seguimento chegou a 70% contra 46% das que receberam o tratamento padrão e a taxa de mortalidade foi 29% menor do que quando as pacientes receberam placebo.v

Serviço:
Outubro Rosa Choque Experience em clínicas de São Paulo

Participantes: A.C. Camargo Câncer Center, IBCC Oncologia, Hemomed e Hospital Israelita Albert Einstein

Data: decorrer do mês de outubro

Ação: Os locais irão explorar os cinco sentidos das pacientes durante a sessão de quimioterapia, para promover um momento de bem-estar.

  • Paladar: haverá kit de lanches, elaborado por nutricionistas das próprias clínicas e hospitais, para acompanhar a sessão;
  • Tato: massagem de reflexologia;
  • Visão: o ambiente estará preparado com luzes cor-de-rosa;
  • Olfato: óleos essenciais irão perfumar o ambiente;
  • Audição: músicas relaxantes estarão à disposição das pacientes.

Cada local terá uma programação específica de acordo com o perfil das instalações da clínica/hospital e de seus respectivos públicos, bem como confirmação de data. Para obter mais informações, é necessário contatar o local participante diretamente.

 

 

 

Posts Relacionados

Rogério Lins nega greve e transfere gabinete para o Hospital Municipal Antônio Giglio

Alessandro Belcorso

Diabetes: pés exigem cuidados especiais

Alessandro Belcorso

Saúde ultrapassa 4 milhões de atendimentos só no primeiro quadrimestre

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO