13 C
Osasco
20 de julho de 2019
Cidades Osasco Política

Com reforma da previdência aprovada em Osasco, teto dos servidores será o mesmo do INSS, hoje em R$ 5,8 mil

Os vereadores de Osasco aprovaram, na terça-feira (18), em primeira discussão, o Projeto de Lei Complementar (PLC) 10/2019, que altera as regras de aposentadoria dos servidores municipais. De acordo com o texto, o benefício previdenciário dos funcionários que ingressarem após a lei entrar em vigor ficará limitado ao teto do INSS, cujo valor, atualmente, é R$ 5.839,45.

O PLC também prevê a criação de um regime de previdência complementar, no qual os servidores realizam uma contribuição mensal e a Prefeitura faz outra, de igual valor. Esse dinheiro será investido em um fundo e, após a aposentadoria do funcionário, será utilizado para complementar sua renda.

Aqueles que ingressarem no serviço público após a vigência da nova regra serão inscritos automaticamente no regime complementar, mas terão 90 dias para pedir o cancelamento, se não desejarem participar – nesse caso, eles recebem de volta os valores descontados. Os servidores que se efetivaram a partir de setembro de 2013 também poderão aderir ao novo regime.

O fundo seria administrado pela Fundação de Previdência Complementar do Estado de São Paulo (SP-Prevcom), uma entidade ligada ao Governo do Estado.

Para a Prefeitura, a medida é necessária para garantir o equilíbrio da previdência municipal no futuro. “Cerca de 38,77% da folha de pagamento da Prefeitura são de servidores que ganham acima do Teto Previdenciário. Quando da aposentadoria desses servidores, o impacto torna-se crescente e insustentável a longo prazo”, afirma o Prefeito Rogério Lins (PODE) na justificativa da proposta.

O projeto ainda precisa passar por outra votação em plenário e ser sancionado pelo Executivo para se tornar lei.

 

Fonte: SECOM/Osasco

Posts Relacionados

Carapicuíba realizou a 7ª Semana da Jornada Inclusiva

Alessandro Belcorso

Aos 70 anos de idade, atleta osasquense conquista medalha de prata

Alessandro Belcorso

Prefeito faz balanço de governo na reabertura do ano legislativo

Alessandro Belcorso

DEIXE UM COMENTÁRIO