27 C
Osasco
20 de setembro de 2019
Barueri Cidades Saúde

Saúde ultrapassa 4 milhões de atendimentos só no primeiro quadrimestre

Na quinta-feira passada a Secretaria de Saúde de Barueri realizou mais uma audiência pública, na qual expôs os dados sobre toda a produção da rede no último quadrimestre. A prestação de contas acontece três vezes ao ano, aberta a todos os interessados, na Câmara Municipal.

O levantamento mostrou que nos meses de janeiro, fevereiro, março e abril de 2019 os 37 equipamentos de Saúde do município realizaram mais de 4,5 milhões de serviços e atendimentos.

Só as 18 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) somaram 562.996 atendimentos, sendo 142.789 somente em consultas médicas. Os demais procedimentos chegaram a 420.207. As especialidades médicas, existentes nas UBSs e no Ambulatório de Especialidades, registraram 68.281 atendimentos. Barueri dispõe à sua população uma gama de 23 especialistas, mas o número deve aumentar com a construção do Centro de Especialidades.

As Policlínicas do Engenho Novo e do Jardim Silveira também engrossaram esses números. Juntas, foram responsáveis por 10.432 atendimentos médicos especializados, além de 27.682 exames.

Prontos-socorros 
A produção dos cinco prontos-socorros existentes na cidade também salta aos olhos: chegou a 2.365.473 atendimentos. O PS Central, que tem a maior demanda, realizou 126.434 atendimentos médicos e 40.983 exames. O PS do Parque Imperial registrou 65.317 atendimentos e 18.536 exames. Já o PS do Engenho Novo vem logo atrás com 38.505 atendimentos e 7.995 exames.

Os prontos-socorros da cidade, inclusive, continuam sendo buscados por uma quantidade considerável de pessoas de outras cidades. É o caso do PS Adulto: nos três primeiros meses do ano, 59% dos atendimentos foram destinados a munícipes, enquanto 24% foram para moradores de Carapicuíba e os demais 18% a moradores de outras cidades da região. Já no PS Infantil esses números são ainda mais acentuados: 52% dos pacientes eram munícipes, 28% de Carapicuíba e 20% de outras cidades. No PS do Parque Imperial, por exemplo, 43% dos usuários são de Osasco, enquanto 52% são munícipes.

Só em internações no período o Pronto-Socorro Central e o Hospital Municipal de Barueri (HMB) acumulam um total de 9.998. o HMB, que continua suprindo a maior parte da demanda da região, soma 118.565 atendimentos nos primeiros quatro meses do ano, bem como acolheu 2.351 pacientes encaminhados de outras unidades de saúde.

Alta produção 
O quadrimestre também foi bastante movimentado no Laboratório de Patologia Clínica mantido pela Prefeitura. O equipamento realizou 1.258.718 exames, além de 9.909 procedimentos citológicos.

A produção em todos os setores chama a atenção. A Vigilância em Saúde, por exemplo, realizou 30.672 ações ou procedimentos. Já os atendimentos dos três Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) chegaram a 19.303. A fisioterapia, alocada na Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SDPD), alcançou a soma de 17.167 atendimentos.

Absenteísmo 
Em todos os setores as altas taxas de absenteísmo têm preocupado bastante a Prefeitura, já que a ausência de pacientes em consultas e exames gera transtornos aos atendimentos e prejuízos aos cofres públicos. Durante a prestação de contas chamou atenção o número de ausências no Centro Especializado em Reabilitação (CER). O setor teve, no período mencionado, 7.084 agendamentos em diferentes serviços e 1.810 faltas, das quais somente 336 foram devidamente canceladas por seus usuários.

Esses e muitos outros dados foram expostos detalhadamente durante a audiência pública. Barueri tem uma despesa estimada de R$ 745.979.800,00 para a Saúde no ano de 2019, dos quais a Prefeitura arca com 95,94%.

Posts Relacionados

Prefeitura implanta campanha permanente de doação de roupas para pets

Joyce Araújo

Em Itapevi, simulação de acidente de trem reúne cerca de 300 pessoas para aprimorar serviço de resgate

Jefferson Rolemberg Dias

Marcha para Jesus leva mais de 5 mil pessoas para as ruas

Alessandro Belcorso

DEIXE UM COMENTÁRIO