29.3 C
Osasco
18 de agosto de 2019
Araçariguama Cidades

Programas do “CDHU” e “Nossa Casa” oferecem moradias para os habitantes.

Na última quinta-feira (07), o secretário da habitação de Araçariguama, Costa do Gás, esteve representando a prefeita Lilia Aymar junto a Secretaria Estadual da Habitação, em reunião conduzida pelo secretário da pasta habitacional do estado – Dr. Flávio Amary.

A reunião, que contou com a presença de vários prefeitos da região, teve como propósito a assinatura do convenio “Programa Cidade Legal”, com os municípios que ainda não possuíam, que não é o caso de Araçariguama. “Como já possuímos o Cidade Legal, fomos chamados para participar de outros programas, que visam auxiliar e muito a aquisição da casa própria em nosso município”, comentou Costa do Gás.

Para Araçariguama foram oferecidos os programas do “CDHU” e “ Nossa Casa”, sendo que para efetivar a assinatura do convenio, membros do CDHU e da diretoria da secretaria da habitação do estado, em no máximo dez dias, irão visitar a cidade para entender as reais necessidades, e procurar espaços(terrenos) onde as casas possam ser construídas.

“Traremos investimentos da iniciativa privada para aumentar a produção de moradias para atender principalmente a população mais carente, com renda de até cinco salários mínimos. O Estado entra com uma complementação, um subsídio, um cheque moradia, como foi colocado aqui, atendendo prioritariamente famílias que vivem com auxílio-moradia, completou o secretário Flavio Amary.

 

Entenda os programas que a prefeitura poderá assinar junto a Secretaria da Habitação.

O CDHU –  Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo – é um programa organizado pelo governo do estado em parceria com a Secretaria de Habitação, e é o maior programa de moradias populares que temos no nosso País. A principal meta desse programa é construir essas casas e apartamentos em todo território do estado de São Paulo

O programa Nossa Casa, da Secretaria da Habitação, irá oferecer cheques moradias de até R$ 30 mil para famílias com renda de até três salários-mínimos. Elas terão que arcar com financiamentos em torno de R$ 60 mil, que serão divididos em parcelas mensais de R$ 450. Em muitos casos, conforme a localização do empreendimento, as parcelas poderão ser menores. Terão prioridade as famílias que recebem auxílio-moradia.

Além do secretário municipal da habitação, Costa do Gás, a engenheira técnica e responsável de Araçariguama , Beatriz Bonifácio, também participou da reunião.

Posts Relacionados

Mortes no trânsito em Osasco caem 30,30% em comparação a 2017

Alessandro Belcorso

Alunos da rede municipal começam a receber uniformes e material escolar

Alessandro Belcorso

I Encontro de Direito Tributário acontece no Unifieo

Jefferson Rolemberg Dias

DEIXE UM COMENTÁRIO