14.9 C
Osasco
26 de maio de 2019
Néo Correa - Viagens e Turismo Opinião

Conheça 5 cafés que estão entre os mais bonitos de Lisboa

Repletos de história e ótimos para um simples convívio ou uma amena conversa. Descubra alguns dos cafés mais bonitos de Lisboa segundo levantamento do portal Vortexmag.

 

 

Pastelaria Versailles

Nenhuma descrição de foto disponível.

É um dos cafés mais emblemáticos da cidade há quase um século, chegando a ser um espaço exclusivo com porteiro a selecionar as entradas. Os tempos mudaram e encontra-se agora aberto a todos, mas mantém a decoração Arte Nova que lhe dá a monumentalidade e o ambiente requintado: espelhos, tetos trabalhados a estuque, candelabros e mobiliário em madeira.

Pastelaria São Roque

A imagem pode conter: área interna

De fora ninguém imagina o interior desta pastelaria. É um espaço pequeno mas muito bem decorado, com um tecto abobadado, colunas de mármore e vários pormenores dourados. Atualmente conta com uma fabrica de pão, uma fabrica de bolos, com sete pastelarias e um deposito de pão sendo uma referência na área das padarias e pastelarias da zona da grande Lisboa.

 Less

A imagem pode conter: pessoas sentadas e área interna

Este café, restaurante e bar fica no pátio neo-mourisco do palacete da galeria Embaixada. É nesse magnífico cenário, muitas vezes decorado com obras de arte nas paredes, que se servem refeições ligeiras e uma vasta carta de gins durante todo o dia.

A Brasileira
A imagem pode conter: área interna
Resultado de imagem para caça viagens em lisboa café brasileira

A estátua mais fotografada da cidade encontra-se à porta deste café, mas essa não é a sua atração principal. A estátua é a do poeta Fernando Pessoa, que frequentava este espaço aberto em 1905, e a razão porque turistas e lisboetas ainda enchem a sua esplanada é porque este é um verdadeiro monumento lisboeta. O interior transporta-nos até à Belle Epoque, com madeira trabalhada, espelhos e pinturas modernistas.

Pastéis de Belém
A imagem pode conter: área interna

Esta confeitaria é uma das paragens obrigatórias de Lisboa, mas os seus famosos pastéis fazem com que muitos não reparem na beleza das suas salas. Com paredes forradas a azulejos azuis e brancos, é um espaço que nos leva ao passado, até à fundação da casa em 1837.

Posts Relacionados

Bares e restaurantes que aceitam cachorros com os donos

Néo Correia

Histórias do Velho Vamp: Clodoaldo ria só de pensar que jogava no Corinthians

Vampeta

DEIXE UM COMENTÁRIO