29.3 C
Osasco
18 de agosto de 2019
Néo Correa - Viagens e Turismo Opinião

Em Paris, a Dama de Ferro – Torre Eiffel – completou 130 anos

Veja 5 curiosidades sobre a Dama de Ferro que é um dos monumentos mais visitados do mundo

A Torre Eiffel completou 130 anos no último dia 31 de março e, apesar de ser um dos monumentos mais famosos do mundo, alguns fatos curiosos sobre a sua construção e sua história ainda são desconhecidos para muita gente. A revista Conde Nast Traveler listou alguns deles, confira:

1. A torre demorou dois anos, dois meses e cinco dias para ficar pronta. As obras começaram em janeiro de 1887 e terminaram dia 31 de março de 1889. Um recorde para a época.

2. Ela foi construída para celebrar os 100 anos da Revolução Francesa e o responsável, Gustave Eiffel, esperava que ela fosse durar apenas 20 anos.

3. No final da década de 20 até o início da década de 30, a torre chegou a funcionar como outdoor para a empresa Citroen.

4. Dos monumentos onde é necessário pagar, a torre é o mais visitado do mundo: cerca de sete milhões de pessoas vão ao local anualmente. Mas nem sempre foi assim: na época de sua construção, diversos artistas, engenheiros e outros profissionais assinaram um documento pedindo o seu fim, alegando que o local era “inútil” e “monstruoso”.

5. No ano em que foi inaugurada, o icônico jornal francês Le Figaro chegou a instalar uma impressora no seu segundo andar.

COMO VISITAR

Cerca de 20 mil pessoas visitam o ponto turístico todos os dias, então é bem provável que você encontre uma multidão para subir na Torre. O recomendado é comprar o ingresso com antecedência mas, caso não seja possível, você pode se dirigir às bilheterias nos pés da construção. O problema, além da fila, é que os ingressos para subir até o 3º e último andar são limitados e costumam esgotar muito depressa.

1º andar

Lá, ficam uma exposição sobre a vida de Gustave Eiffel, o famoso piso de vidro que permite fotos incríveis e o restaurante 58 Tour Eiffel.

1º andar da Torre Eiffel, Paris, França

2º andar

No segundo andar, a 114 metros do chão, o visitante pode aproveitar para visitar lojas de lembrancinhas, a lanchonete e aproveitar para ir ao banheiro. Do andar, já é possível ter uma visão clara de pontos importantes da cidade, como o Louvre, o Grand Palais, partes do rio Sena e a Catedral de Notre-Dame. O destaque do andar é o restaurante Jules Verne, estrelado pelo Guia Michelin, que atualmente está fechado para reforma, mas deve abrir ainda na primavera.

3º andar

No terceiro – e último – andar, localizado a 324 metros do chão, se tem a vista mais completa da cidade, que, dependendo da neblina, pode dar uma visão de até 60 km de raio de Paris. Além do observatório, que costuma ser bem frio no inverno e ficar bastante lotado, no topo da Torre fica o Bar de Champanhe, onde são servidos bebidas da região de Champagne, e uma réplica do escritório de Gustave Eiffel.
(Com informações do viagemeturismo.abril.com.br / revista Conde Nast Traveler / Site oficial)

Réplica do escritório de Gustave Eiffel, topo da Torre Eiffel, Paris, França

Aperte o play e veja nossa visita a Torre Eiffel e outras curiosidades sobre a Dama de Ferro >

A imagem pode conter: céu e atividades ao ar livre

Vista da Torre Eiffel, Paris, França

Os 2º e 3º andares da Torre permitem que se tenha uma das melhores vistas de Paris

Posts Relacionados

A Cozinha e a TV, o desafio de cozinhar em frente as câmeras

Rango do Alê

Conheça a tradicional venda de queijo da Holanda

Néo Correia

Histórias do Velho Vamp: Piá e os amigos

Vampeta

DEIXE UM COMENTÁRIO