27 C
Osasco
20 de setembro de 2019
Barueri Cidades Empregos Osasco

Osasco e Barueri estão entre as cidades com menor taxa de desemprego na Grande SP

Mercado de trabalho foi aquecido por empresas de tecnologia que foram para região. Veja como se candidatar em uma dessas empresas.

Uma pesquisa realizada pela Fundação Seade indicou que a sub-região Oeste registrou a menor taxa de desemprego da Grande São Paulo em 2018, com apenas 15% de desempregados. O motivo são as empresas de tecnologia que se instalaram no local.

Composta pelas cidades de Barueri, Osasco, Itapevi, Jandira, Santana de Parnaíba, Carapicuíba e Pirapora do Bom Jesus, a região sub-oeste abriga cerca de 25% das empresas de tecnologia do país, de acordo com uma pesquisa feita pelo consórcio de prefeituras da região.

Em 2018, de acordo com a Fundação Seade, a região metropolitana de São Paulo registrou uma taxa de desemprego 16,6%. No município de São Paulo o índice é de 15,8%. Na sub-região Sudeste (ABC) a taxa foi de 17,3%, índice bem próximo da sub-região Sudoeste que registrou 17,4%. Nas sub-regiões Norte e Leste os números já foram mais altos, 20,9% e 19,2%, respectivamente.

As principais empresas e a maioria dos empregos concentram-se nas cidades de Osasco, Barueri e Itapevi. As duas primeiras se transformaram em grandes pólos tecnológicos, enquanto que em Itapevi prevalece a indústria, principalmente, farmacêutica.

Uma das empresas que está com vagas abertas em Osasco é a empresa brasileira Ifood atuante no ramo de entrega de comidas. As vagas disponíveis são nas mais diversas áreas, entre elas, Atendimento, Negócios, Financeiro, Jurídico, Logística, Marketing e operações. Para concorrer a vagas é necessário entrar no site do Ifood e se candidatar

Fonte: Filippo Mancuso, SP1(G1)

Posts Relacionados

Circuito Sesc de Artes promove programação artística livre e gratuita

Joseane Martins

Curso gratuito de Informática Intermediária receberá inscrições nos dias 9 e 10 de outubro 

Alessandro Belcorso

SESC Osasco tem uma programação especial, de outros carnavais

Alessandro Belcorso

DEIXE UM COMENTÁRIO