21.9 C
Osasco
22 de abril de 2019
Alexandre Frassini - Rango do Alê Opinião

Oficinas Gastronômicas, uma experiência gratificante

A pouco mais de dois anos comecei a ministrar oficinas gastronômicas. Como já disse aqui anteriormente, não tenho dificuldades de falar em publico, talvez por já ter subido em palcos com a banda de qual sou percussionista, o AllSapão ou em peças teatrais. Resolvi então criar essas palestras, mas tentando fugir um pouco do convencional. Então resolvi fazer essas palestras de forma criativa, interativa e principalmente cultural.

A primeira vez que apresentei a Oficina Gastronômica ,foi na APAE de Barueri. No cardápio o Baião de Dois. Elaborei então, um bate papo que contava um pouco da história do Baião, desde seu nome originário dos africanos, que não conseguiam falar Baiano e enrolavam a língua pronunciando um Baião. Um pouco do ritmo Baião, eternizado por Luiz Gonzaga, passando pela origem da Manteiga de Garrafa que é fabricada de forma artesanal, do Bacon, da Linguiça Calabresa e suas diferenças para a Linguiça Portuguesa e do Paio. Dos temperos, Chiumichurri e Açafrão. Do Arroz Parboilizado e do Feijão de Corda. E Finalizando com o Queijo Coalho, e curiosidades da Salsinha, Cebolinha e Coentro.


Tudo isso é contado e detalhado na preparação do prato. E ao final o tacho de Baião de Dois está pronto para todos se servirem.

É muito bacana a reação, participação e bate papo com o publico. Muitas vezes vem deles ideias e experiências que farão partes de outros pratos. Como sempre digo, a Cozinha esta sempre em movimento.


Outra oficina bacana que fiz, foi na Fundação Gol de Letra. Mais uma vez o Prato que escolheram foi o Baião de Dois. Percebi uma participação ainda maior do pessoal.

Agora estou preparando outro desafio que vai ser a oficina de Paella Caipira. O bacana desse prato é que ele é composto de mais de 20 ingredientes. Ou seja, tem muita curiosidade pra contar não é mesmo?

 

E tem muitas outras, como a Galinhada Mineira, Paella Vegetariana, Panquecas, Caldos, Tropeiro, Carreteiro e entre tantas outras.

Uma vez por mês estarei na Feira Cultural de Oz, fazendo um prato diferente e contando um pouco das curiosidades e sua história.

Caso queiram contratar a minha Oficina Gastronômica é só entrar em contato pelo WhatsApp 11 98646 8696.

Até a próxima,

 

Posts Relacionados

Histórias do Velho Vamp: O cupido Mauro Silva e o seu plano B

Vampeta

Food Truck… Sonho ou Decepção?

Jefferson Rolemberg Dias

Quando Carlos Alberto Silva presenteou lateral com óculos de sol

Vampeta

DEIXE UM COMENTÁRIO