13 C
Osasco
20 de julho de 2019
Barueri Saúde

Testes rápidos de HIV e sífilis ganham reforço em todas as UBSs

A oferta de testes rápidos de HIV e sífilis, disponível em todas a Unidades Básicas de Saúde de Barueri (UBSs), acaba de ganhar um bom reforço. No dia 3 de abril, 27 técnicos de enfermagem concluíram um curso completo para realização do exame.

“Temos a felicidade de entregar às unidades de saúde mais essa mão de obra qualificada que vai ajudar a ampliar a oferta de testes aos munícipes”, comemora Reinildo de Souza, coordenador do Programa IST/AIDS e Hepatites Virais de Barueri.

Com duração de três dias, em um total de 12 horas/aula, o curso capacitou os profissionais, que atuarão juntamente com os enfermeiros responsáveis de cada UBS. “Desta forma, as UBSs poderão aumentar  a oferta de teste rápido, fazendo diagnóstico precoce e oferecendo tratamento oportuno aos munícipes de Barueri, principalmente devido ao aumento de casos de sífilis”, alerta Reinildo.

 

É preciso saber

O teste rápido é uma importante ferramenta para a prevenção das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs). O resultado sai em apenas 15 minutos e ao detectar alguma doença, a pessoa é prontamente encaminhada ao tratamento, que é ofertado integralmente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Submeter-se ao teste com certa frequência é muito importante, principalmente porque as ISTs têm aumentado bastante, especialmente a sífilis, que voltou ao estado de epidemia. De acordo com o Boletim Epidemiológico de Sífilis 2018, os casos da doença aumentaram 28,5% em gestantes, 16,4% na forma congênita e 31,8% na adquirida em comparação a 2016.

Em 2010, a sífilis adquirida teve taxa de detecção aumentada de 2 casos a cada 100 mil habitantes. Em 2016, o número saltou para 58,1 casos para cada 100 mil habitantes.

HIV

Em Barueri, considerando o ano base de 2017, divulgado no Boletim de 2018, 168 novos casos de HIV chegaram ao Serviço de Atendimento Especializado (SAE). Isso não significa que são todos munícipes, já que o serviço é regionalizado. Atualmente, estão em tratamento na cidade 1.695 pacientes soropositivos.

 

Aliz Lambiazzi /Crédito das fotos: Divulgação Saúde

Posts Relacionados

Saúde alerta para mudança na emissão do Certificado Internacional de Vacinas

Joseane Martins

Inscrições para Oficinas Culturais gratuitas vão até dia 15 de fevereiro

Alessandro Belcorso

Secretários de esportes da região se reúnem para unificar regulamentos

Jefferson Rolemberg Dias

DEIXE UM COMENTÁRIO