13 C
Osasco
20 de julho de 2019
Cidades Osasco Saúde

7ª Conferência Municipal de Saúde foi realizada na cidade

Prefeito anunciou que nos próximos dias oito UBSs passarão por uma ampla reforma e, no segundo semestre, os Prontos-Socorros Osmar Mesquita e Dr. Conrado Cesarino Nuvolini serão ampliados e modernizados

 

 

A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Saúde e do Conselho Municipal de Saúde (CMS), realizou , a 7ª Conferência Municipal de Saúde, no Centro ds Formação Continuada dos Profissionais da Educação, no Centro.

 

Com o tema “Democracia e Saúde: Saúde como Direito, Consolidação e Financiamento do SUS”, a conferência que tem como objetivo organizar, construir e aprovar propostas que promovam e garantam o direito humano à saúde, contou com a presença  de autoridades, membros do CMS, servidores municipais e sociedade civil.

 

Durante o evento, o prefeito de Osasco, Rogério Lins, anunciou importantes intervenções na área e explicou investimentos de curto e médio prazo. “No início do nosso governo tivemos que fazer uma escolha. Com os recursos disponíveis começamos pelas áreas de urgência e emergência tamanha a dificuldade. Um exemplo é a Maternidade Amador Aguiar que foi fechada pelos próprios funcionários nos primeiros dias da nossa gestão”, disse.

 

“A prioridade para este ano é a atenção básica. Faremos um trabalho prioritário nas Unidades Básicas de Saúde que faz o primeiro atendimento, dessa forma, evitaremos que as pessoas tenham necessidade de recorrer aos serviços secundários e terciários. Já nos próximos dias, vamos iniciar obras em oito UBSs e até o fim deste ano, todas unidades serão reformadas”, anunciou.

 

Dentro da urgência e da emergência, Lins explicou que já foi realizada a reestruturação de alguns equipamento de saúde, mas para o segundo semestre de 2019, duas unidades passarão por uma ampla reforma, modernização e ampliação, o Pronto-Socorro Osmar Mesquita, no Helena Maria, e o Pronto-Socorro Dr. Conrado Cesarino Nuvolini, no Jardim Santo Antônio, por possuírem um longo tempo de utilização e necessidades emergenciais.

 

O secretário de Saúde, Fernando Machado Oliveira, afirmou que para ajustar e melhorar a saúde é importante a colaboração de todos. “Faremos um mapeamento das áreas onde estão os pontos mais críticos”.  Após as explanações de abertura, a programação da 7ª Conferência Municipal de Saúde seguiu com a palestra do pediatra, Jorge Harada, “Saúde e Democracia”, seguido dos grupos de trabalho, votação e homologação das propostas aprovadas, além da eleição para a 8ª Conferência Estadual de Saúde.

 

A presidente do CMS, Luiza Ivana da Silva, ainda agradeceu a presença de todos e ressaltou a importância da intersecretariedade para discutir as demandas e necessidades da saúde osasquense.

 

Também participaram do evento, os secretários Lau Alencar (Serviços e Obras), Claudenes Begnini (Transportes e da Mobilidade Urbana), Délbio Teruel (Administração), José Carlos Vido (Chefia de Gabinete), os coordenadores Vitória Silvestre (Juventude), Simone de Carvalho (Mulher, Igualdade Racial e Diversidade Sexual), Almir do Nascimento (Defesa Civil), o presidente Jair Anastácio (Companhia Municipal de Transportes de Osasco), os vereadores Ricardo Silva, Tinha Di Ferreira, Régia Sarmento e Ralfi Silva, a representante dos servidores públicos, Lais Vignati Ferreira, entre outras autoridades.

Posts Relacionados

Creche Hermínia Lopes é ampliada e reformada

Redação

HighLine chega na cidade neste final de semana

Alessandro Belcorso

Contribuição Sindical passará a ser opcional em Osasco

Alessandro Belcorso

DEIXE UM COMENTÁRIO