20.5 C
Osasco
18 de outubro de 2019
Cultura Educação

Conhecimento em língua chinesa é cada vez mais importante para colocação no mercado de trabalho

A língua chinesa vem se tornando cada vez mais importante para compor o currículo depois do inglês

Com poucas vagas no mercado e uma concorrência cada vez mais acirrada, o diferencial no currículo passa a ser, cada vez mais, decisivo para o sucesso profissional. Entre os pontos mais valorizados hoje está o domínio de idiomas, além do inglês, que pode abrir portas no mercado de trabalho no país e em diversos outros lugares pelo mundo.

Em pesquisa realizada recentemente com 1800 profissionais (coloque a referência da pesquisa, com órgão de pesquisa, data, etc), 60% dos entrevistados apontaram o crescimento do mercado internacional no Brasil e a possibilidade de vagas no exterior como o principal motivo para aprender uma terceira lingua.

A pesquisa revelou que os cinco idiomas mais procurados são: ESPANHOL, FRANCÊS, ALEMÃO, ITALIANO E MANDARIM (CHINÊS). O Brasil está cada vez mais inserido no contexto internacional e muitas empresas brasileiras hoje atuam no mercado externo, o que requer profissionais fluentes em outras línguas. Cada segmento tem um idioma que está em alta. A China, por exemplo, vem ampliando muito a sua presença em diversas áreas de atuação no Brasil. Com isso, um candidato à recolocação no mercado que fale chinês, com certeza terá um enorme diferencial na busca por um trabalho. Com o aumento das relações comerciais e institucionais entre o Brasil e a China a tendência é de que essa demanda aumente exponencialmente nos próximos anos.

 

APRENDENDO MANDARIM

Segundo o Instituto Confúcio na Unesp algumas dicas são primordiais para aprender chinês, além do foco e da dedicação de cada aluno. “_O chinês é um dos idiomas que mais cresce na América Latina, por conta das relações comerciais não só com o Brasil mas com os demais. Para aprender é necessário foco e disciplina, como todos os outros idiomas, trabalhar vocabulário e conversação._ A instituição afirma que, apesar de ser um idioma ainda pouco difundido, aprender a língua chinesa é mais fácil do que se imagina. A estrutura da língua é bem mais simples do que a da língua portuguesa (não há a conjugação de verbos, por exemplo).

As aulas do curso no Instituto Confúcio na Unesp começam dia 15 de fevereiro de 2019. O Instituto não tem fins lucrativos e é aberto a todos os interessados. É cobrada uma taxa de cinco parcelas de R$

140,00 por módulo semestral de 50 horas para a manutenção das atividades. São oferecidos descontos progressivos aos alunos que indicam amigos que também se matriculem. O CURSO É TOTALMENTE GRATUITO PARA ESTUDANTES DAS ESCOLAS PÚBLICAS EM TURMAS ESPECIAIS.

 

Conheça os cursos em: www.institutoconfucio.unesp.br
Conheça todas as opções de cursos no site do Instituto: http://www.institutoconfucio.com.br/nossos-cursos.html

 

 

Posts Relacionados

Univesp abre inscrições para curso gratuito de licenciatura

Joseane Martins

Em Itapevi – Praça 18 recebe Festival IT no sábado (10) com atrações gratuitas

Alessandro Belcorso

Espetáculo Gratuito em Osasco – “Carta 1 – A Infância – Promessa de Mãe”

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO