18.8 C
Osasco
25 de maio de 2019
Cidades Osasco

Osasco terá seu primeiro Ecoponto e a inauguração será em setembro

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, visitou juntamente com o secretário de Obras e Serviços, Cláudio Monteiro, na quinta-feira, 16/8, a construção do primeiro Ecoponto da cidade, na Rua Theodoro de Souza Brandão,1.020, no Jardim Novo Osasco.

A previsão é de que o espaço, que também receberá academia ao ar livre, com equipamentos para atividades físicas, bancos, jardinagem e iluminação com lâmpadas de Led, seja entregue até o fim de setembro.

Outras duas unidades, de um total de 20 previstas no projeto, devem ser instaladas no Jaguaribe (Rua Fernando Miolin) e Jardim Mutinga (Avenida Ônix).

Nesses espaços serão instaladas caçambas para descarte de materiais inservíveis, dentre eles os recicláveis como papel, papelão, vidro e plástico. Os materiais poderão ser depositados gratuitamente. As caçambas serão distintas para cada tipo de material.

Equipes da Secretaria de Serviços e Obras fazem diariamente a coleta de entulhos despejados em locais irregulares e em pontos viciados da cidade. Em 2017 foram recolhidas 8.161 toneladas de entulhos.

O descarte irregular configura crime ambiental, previsto em Lei, e prevê multa de mais de R$15 mil, além de apreensão do veículo do infrator. As denúncias sobre descarte irregular podem ser feitas pela Central 156 ou pelo telefone 3651-7080.

 

Ecopontos

São equipamentos destinados à entrega voluntária de pequenos volumes de resíduos sólidos (sobras da construção civil, móveis, poda de árvore, além de papelão, papéis, metal, plástico e vidros) e integram o Plano de Política Nacional de Resíduos Sólidos, sob a Lei Federal nº 12.305, de 2 de agosto de 2010, e o Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos de Osasco (Lei nº 4.763, de 10 de junho de 2016).

O projeto visa ainda a inserção social das comunidades do entorno dessas áreas, com a geração de emprego e renda, por meio de cooperativas de coleta seletiva, além de ações de Educação Ambiental para garantir um bom desempenho dos serviços. “Estamos implantando estas unidades para que a população dê a destinação correta para os materiais inservíveis. Vamos avaliar os resultados, para que futuramente possamos ampliar o serviço”, disse Cláudio Monteiro.

Rogério Lins avaliou os benefícios da implantação dos Ecopontos. “Com a destinação, a cidade ficará mais limpa, diminuindo assim a criação de pontos de alagamentos e risco de doenças”.

Texto: Marco Borba / Imagens: Jean Bueno

Posts Relacionados

Próximo agendamento para castração gratuita será de 3 a 8 de dezembro

Jefferson Rolemberg Dias

Festival de Música com inscrição aberta

Alessandro Belcorso

Cotia – Inscrição abertas para as aulas de judô

Alessandro Belcorso

DEIXE UM COMENTÁRIO