20.5 C
Osasco
18 de outubro de 2019
Opinião Vampeta - Histórias do Velho Vamp

Vampeta e Ronaldo: a garrafa de vinho do Papa e os travestis

“O Ronaldo era azarado, perseguido por lesões durante toda a temporada. Passava muito tempo no Brasil pra se recuperar. Quando fui para o Inter de Milão vivi na casa dele, num bloco de apartamentos com muitos brasileiros, Dida ou Roque Júnior.

Certa noite fui buscar uma garrafa de vinho na cozinha. Experimentei e estava azedo.Mais tarde ele disse que a garrafa tinha sido oferecida pelo Papa numa viagem ao Vaticano. Ainda hoje ele não se esquece desse dia. E não me perdoa”. kkkkkkk

 

“Essa história dos travestis é muito simples. Ele me convidou para jantar. Tinham 5 mulheres. Quando cheguei, já tinham bebido umas boas 3 ou 4 caipirinhas. Perguntei quem eram as senhoras e quem eram os travestis, porque só queria estar perto de mulheres. Só nessa altura é que ele percebeu…”, disse, antes de se justificar dizendo não ter nada contra nenhum tipo de identidade de gênero.

“A minha irmã é lésbica, por isso não tenho nada contra. Respeito todas as pessoas e a sua orientação sexual”

 

Posts Relacionados

Histórias do Velho Vamp: O dia em que comprei uma camisa do São Paulo por 25 mil reais

Vampeta

As crenças de Júnior e Luizão na Copa de 2002

Alessandro Belcorso

Cingapura tem área de lazer com árvores gigantes que impressionam

Néo Correia

DEIXE UM COMENTÁRIO