22.5 C
Osasco
29 de outubro de 2020
Variedades

07 de Julho – Dia Mundial do Chocolate – Levando energia à mesa dos brasileiros

Marajoara, que responde pela produção do Chokynho e Chocotynho, antecipou a redução do nível de açúcar no produto, conforme prevê meta da Anvisa para 2022, e oferece produto mais saudável

 

O chocolate, um alimento tão apreciado e consumido no mundo, há muito tempo faz parte do dia a dia dos brasileiros. Para se ter ideia, segundo estimativa da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab), o consumo em 2019 no país foi de 749 mil toneladas. A iguaria derivada do cacau guarda uma importância econômica tão grande que possui uma data para ser celebrada, o 7 de julho.

Com um grande valor enérgico, o chocolate está presente na mesa do brasileiro principalmente no café da manhã, junto com outro alimento, igualmente consumido em grande escala no mundo e no Brasil: o leite. Por isso os achocolatados acabaram se tornando uma opção prática de lanche, ideal para uma rotina corrida de escola, trabalho e outras atividades.

O Chokynho (200 ml) e o Chocotynho (150 ml) estão entre os carros-chefe da Marajoara alimentos. “Os achocolatados só perdem para o leite condensado, que é o nosso principal produto. Atualmente temos uma produção que pode chegar a 24 mil unidades por hora, desses dois itens”, informa André Luiz Rodrigues Junqueira, presidente do Grupo Marajoara.

Menos açúcar
Atendendo a um mercado cada vez mais exigente por uma alimentação mais saudável, a Marajoara há cerca de um ano antecipou o cumprimento de meta redução do percentual de açúcar. “A meta até 2022 estabelecida pela Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária] é de que alimentos como achocolatados, tenham uma redução de 10,5% na quantidade de açúcar. Porém, já atingimos essa meta com uma redução de 2,0 % em valores totais, se pegamos o percentual de açúcar a redução foi de 22,2%, duas vezes acima do estabelecido ”, esclarece o executivo.

Também há cerca de um ano a marca de laticínio lançou o Chocotynho, uma embalagem de 150 ml que é ideal para o consumo de crianças menores, já que evita o desperdício. “O público infantil, sem dúvida, é o nosso principal mercado de consumo, muito em função da praticidade da embalagem e por oferecer um alto valor nutritivo para essa faixa etária”, conta.

A bebida láctea sabor chocolate Marajoara é elaborada a partir de leite pasteurizado, soro de leite selecionado e pasteurizado e cacau em pó. Possui uma textura encorpada e sabor adocicado, aromatizado com baunilha. Por ser muito nutritiva é indicada no café ou no lanche da tarde. Além do Chokynho (200 ml) e Chocotynho (150 ml), a Marajoara conta com a bebida láctea UHT sabor chocolate de um litro para o consumo de toda a família.

História do chocolate
Não se sabe ao certo o porquê da escolha da data de 7 de julho para a celebração do Dia do Chocolate, mas acredita-se que seja referente ao registro histórico da entrada do produto na Europa, ainda no século 15.

Antes de chegar ao continente europeu, o chocolate já era consumido pelas antigas civilizações Maias e Astecas, os povos originários das Américas, que consideravam o alimento sagrado.  Aliás, o nome científico do cacau, Theobroma cacao, quer dizer “elixir dos deuses”. Uma lenda Maia diz que foram entidades divinas teriam dado o chocolate à humanidade. Isso talvez explique um pouco do fascínio e da sensação de bem-estar que esse alimento proporciona às pessoas.

Posts Relacionados

Shopping União, em Osasco, entra em ritmo de carnaval

Renan Guerreiro

Teatro da Vertigem apresenta espetáculo no SESC Osasco

Alessandro Belcorso

Zeca, o espaço cultural da Cervejaria Zuraffa, promove bate-papo com o autor Reginaldo Souza

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO